Catarinense é encontrada morta, caída em uma calçada em Portugal, com suspeita de Coronavírus

Dias antes, com uma forte gripe e dores pelo corpo, ela contou à família que iria procurar atendimento em uma unidade hospitalar. Foto: Reprodução Facebook
Portugal está em estado de emergência e tem confirmados, até ao momento, 1020 casos de infeção, seis mortes e 7.732 casos suspeitos, segundo dados atualizados da Direção Geral da Saúde do país.

Na região de Algarve, estava a catarinense Márcia Martins, 45 anos, natural de Ibirama, que foi encontrada morta e a suspeita é de que tenha sido infectada pelo novo coronavírus. A região já tem uma morte confirmada pelo Covid-19 e 29 casos suspeitos.

As autoridades locais relataram que a catarinense foi encontrada caída em uma calçada, próximo ao lugar onde morava.

A informação foi confirmada por familiares que receberam uma ligação da polícia da região de Algarve na quinta-feira (19). Ela não entrava em contato com a família há 10 dias.

Conforme a sobrinha Naijara Martins, Márcia ligava todos os dias para a avó, mas após o dia 9 não manteve mais contato.

Um dia antes de desaparecer, Márcia teria relatado estar com uma forte gripe e dores pelo corpo. No dia do desaparecimento, ela contou à família que iria procurar atendimento em uma unidade hospitalar.

— Ela já vinha se queixando de dores, e no dia 9 ela contou para a gente que ia para o hospital porque estava com sintomas de gripe. Depois disso ela não deu mais sinal, não entrou mais no celular, e aí soubemos que ela foi encontrada nas redondezas – conta Naijara.

Márcia não tinha nenhuma doença crônica, ou seja, não se enquadrava nos grupos de risco, segundo familiares. Mesmo assim, médicos relataram que a morte da catarinense se trata de um caso suspeito do novo coronavírus.

Foi feito um teste e os familiares aguardam por mais informações. Ao mesmo tempo, com fronteiras fechadas, a preocupação é como trazer o corpo de Márcia para o Brasil.

NSC TOTAL

Total
0
Shares