Policial morre após ser baleado durante ação, no Sul de SC

João Batista Figueira Ribeiro tinha 41 anos, era casado e tinha dois filhos. Foto: Divulgação

O Cabo PM João Batista Figueira Ribeiro foi atingido por um tiro quando cumpria mandado de prisão contra um homem de 29 anos na tarde de terça-feira (31), em Criciúma, no sul catarinense.

Fabiano de Oliveira Dozol resistiu à abordagem e atirou em dois policiais que participavam da ação. O policial Zeferino levou um tiro que tingiu a coluna vertical e segue internado.

Já o cabo Ribeiro foi atingido por um tiro na cabeça. O projétil entrou pela região occiptal do crânio e não saiu. O policial foi socorrido mas não resisstiu e morreu na madrugada desta quarta-feira (1º). As informações são do tenente coronel Cristian Dimitri Andrade, comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar de Criciúma.

O autor dos disparos, Fabiano de Oliveira Dozol, conseguiu fugir para uma área de mata e não tinha sido encontrado até o começo da manhã desta quarta.

Ação aconteceu no bairro Renascer, em Crisciúma. Foto: Maicon Marinho/NDTv, Divulgação
O policial militar João Batista Figueira Ribeiro tinha 41 anos e atuava no 9º Batalhão da Polícia Militar de Criciúma. Ele morreu por volta das 3h, no Hospital São José, na mesma cidade.

Ele era casado e tinha dois filhos, um menino de 5 anos e uma jovem de 18 anos de idade. Natural de Criciúma, ele atuava na Polícia Militar há 17 anos.

A PM não informou por qual crime Fabiano de Oliveira Dozol está com mandado de prisão ativo, nem se ele já sofreu alguma condenação da Justiça.

A polícia segue em buscas pelo homem apontado como autor dos disparos. A suspeita é que ele tenha fugido com a ajuda de outras pessoas.

A ação envolve policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Grupamento de Polícia de Choque, Batalhão de Aviação, Canil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e equipes do setor de Inteligência das Forças de Segurança Pública.

O deslocamento das equipes especializadas para a operação foi determinado pelo comandante geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Carlos Alberto Araújo Gomes Júnior.

Total
0
Shares