Canoinhas está entre os municípios que mais vacinaram no fim de semana

Avatar
Nesta segunda (22), Canoinhas vai receber mais mil doses de vacina, destinadas à idosos acima de 70 anos e trabalhadores da saúde.
profissionais saude vacinas canoinhas

A Secretaria de Estado da Saúde convocou os municípios catarinenses e a resposta foi imediata: um verdadeiro mutirão de vacinação contra a Covid-19 foi realizado em todas as regiões.  Milhares de idosos a partir dos 75 anos foram vacinados.

No sábado e domingo, 20 e 21 de março, as secretarias municipais de Saúde promoveram diferentes estratégias de vacinação para acelerar a aplicação das doses na população de idosos com 75 anos ou mais.

Algumas ativaram postos de vacinação em sistema drive-thru, outras abriram postos de saúde ou viabilizaram a aplicação da vacina em locais de fácil acesso.

Conforme balanço preliminar, em São José, outro município da Grande Florianópolis, foram aplicadas 2.781 doses da vacina contra a Covid-19, apenas no sábado.

No município de Canoinhas, no Planalto Norte, foram outras 1.000 doses em apenas um dia e, em Palhoça, 1.149 doses.

Em Chapecó, foram informadas a aplicação de 1.860 doses no sábado e em Tubarão 1.839. O balanço completo da vacinação do fim de semana será divulgado na tarde desta segunda-feira (22).

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), a ação só foi possível por conta da união de esforços e porque o Estado conseguiu encaminhar, na última sexta (19), mais 73.700 doses da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, para o abastecimento de todos os municípios.

A distribuição das doses de vacina continuará acelerada em Santa Catarina. Nesta segunda-feira (22), a Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, com o apoio das forças de segurança e salvamento, começa a distribuição das 146.750 novas doses da vacina contra a Covid-19 que chegaram ao estado no último sábado (20).

Desta vez, serão distribuídas 5.750 doses da AstraZeneca/Fiocruz e 141 mil doses da Coronavac/Butantan.

A maior parte das doses da AstraZeneca/Fiocruz serão destinadas à vacinação dos povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), essa população será contemplada com a vacina produzida pela Fiocruz, pois o intervalo de aplicação entre a primeira e a segunda dose é de 12 semanas (3 meses), o que facilita o cumprimento do esquema vacinal, tendo em vista que o acesso a essas comunidades pode demandar um pouco mais de tempo e planejamento.

As demais doses, 141 mil (Coronavac/Butantan) e 900 (AstraZeneca/Fiocruz), serão destinadas integralmente à vacinação dos idosos acima de 70 anos e dos trabalhadores da saúde.

Desta vez, também seguindo recomendação do MS, o estado fará a distribuição de 100% das doses recebidas da AstraZeneca/Fiocruz e Coronavac/Butantan para aplicação da primeira dose (D1), pois há garantia de nova remessa de doses, no prazo adequado para que o esquema vacinal seja finalizado.

Foto: Prefeitura de Canoinhas

Total
4
Shares