Idosa que assinou termo recusando vacina morre de Covid no RS

O pequeno município, com 2.885 habitantes, tem 9 óbitos pela doença e 30 casos ativos, segundo boletim desta sexta-feira (28).

Uma idosa de 77 anos, moradora do município de Esperança do Sul (RS), morreu em decorrência da Covid-19 no último domingo (23). De acordo com a prefeitura local, ela assinou um termo de recusa para a vacina.

A informação foi publicada na página do Facebook da prefeitura do município, preservando os dados da paciente.

“Como a vacina do Covid-19 é opcional e não obrigatória, a idosa optou por não ser imunizada, através da assinatura de um termo de recusa, medida sugerida pela Coordenadoria Regional de Saúde, este referido termo é assinado por todos os pacientes que decidem não tomarem a vacina”, diz a publicação.

O documento (veja modelo abaixo) diz que a pessoa se recusa a receber a vacina recomendada pelo Ministério da Saúde e que se responsabiliza por quaisquer eventos decorrentes dessa ação.

Modelo do Termo de Recusa da vacina usado em Esperança do Sul. Foto: Redes Sociais/Reprodução

“Sabe-se que hoje as vacinas existentes não protegem 100% a pessoa imunizada de se contaminar, porém previnem que a doença evolua para os casos mais graves, que exigem internações e podem levar ao óbito”, informa a postagem da prefeitura.

A Secretaria Estadual de Saúde diz que não existe uma orientação do governo para o preenchimento de termos de recusa e que a decisão sobre o registro cabe a cada município. “Alguns preferem ter o documento como segurança de que a dose foi oferecida para aquela pessoa e houve a recusa”, disse a pasta em nota.

Total
0
Shares