Divulgação de imagens de corpo encontrado em rio, leva PM de Mafra emitir nota de repúdio

Após o encontro do corpo do jovem de 20 anos , no rio da Lança em Mafra, diversas imagens e vídeos foram compartilhadas por dispositivos móveis e pelas redes sociais, o que levou a Polícia Militar de Mafra a emitir uma Nota de Repúdio.

Lembramos que além de desrespeitar o momento de luto da família, essa exposição também pode render complicações para as pessoas que passaram esse conteúdo a diante.

Pessoas que tiram fotos/vídeos correm o risco de serem acusadas de vilipêndio de cadáver.

O vilipêndio de cadáver é um crime de desrespeito aos mortos, especificado no artigo 212 do Código Penal Brasileiro.

Vilipendiar é profanar, desrespeitar, ultrajar o cadáver.

Leia a nota na íntegra:

\”NOTA DE REPÚDIO. Em respeito a dor da família e amigos; considerando as medidas periciais necessárias e a segurança, prontamente a PM isolou o local onde foi localizado o corpo de um jovem em óbito nas águas do rio da lança, nesta terça-feira. 


Desde que foi acionada, a PM vinha prestando apoio a família por meio do serviço de inteligência e Comando que se solidariza com a dor inimaginável nesse momento. 

Infelizmente algumas pessoas, ainda não identificadas, que estiveram no local antes do isolamento policial, estão veiculando em redes sociais imagens (fotos e vídeos). 

Tornamos público nosso repúdio a esta prática ainda comum no Brasil em cenas de crimes e acidentes. A PM preza pelo respeito ao ser humano em toda sua dignidade e as famílias nesse momento de dor. 
Nossas orações e sentimentos. 

Ten Cel Marcelo. – Comandante da Guarnição Especial de Mafra (GEMFA)\”
Total
0
Shares