PM de Canoinhas dispersa cerca de 70 pessoas que faziam festa, contrariando decreto estadual

Em uma das residências, uma pessoa estava de posse de um violâo.

Neste final de semana a Polícia Militar de Canoinhas registrou quatro ocorrências de perturbação do sossego alheio, infringindo assim a determinação do Poder Público, destinada a impedir a propagação de doença infecto contagiosa (Covid-19).

A primeira ocorrência foi registrada na sexta-feira (1º), por volta das 21h30, na Rua Vereador Alfredo Ivo Paul, bairro Piedade.

No local estavam reunidas aproximadamente 15 pessoas, com música alta, infringindo o decreto estadual, que proíbe aglomeração de pessoas. O responsável foi orientado a cessar o barulho e dispensar as pessoas.
A segunda ocorrência foi na madrugada de sábado (2), por volta das 0h50. Policiais militares estavam em ações de polícia ostensiva pelo bairro Jardim Esperança, quando na Rua Henrique Sorg, verificaram em um estabelecimento comercial (bar), aproximadamente 20 pessoas, sem uso de máscaras ou distância segura.
Os clientes, após orientação, deixaram o local e foram para suas residências.

Também na madrugada de sábado (2), por volta das 0h30, na Rua Zeferina Schmidt, no loteamento Santa Cruz, a aproximadamente 80 metros do local alvo de denúncia, podia-se ouvir o som perturbador oriundo de um veículo I/Peugeot 307.

Ao avistar a viatura, cerca de 20 pessoas que estavam na frente da residência correram para o interior da mesma. Da mesma forma foram orientadas a retornarem para suas casas.

A quarta ocorrência, também na madrugada de sábado (2), foi por volta das 4h15 na Rua Alfredo Paul, no bairro Campo da Água Verde. 
A guarnição parou na Rua informada, onde foi possível ouvir cantoria e algazarra. No local estavam cerca de 12 pessoas, uma de posse de um violão. Identificada a proprietária da residência, que foi orientada.

Em todas as ocorrências, para os proprietários identificados foram confeccionados o boletim de ocorrência na modalidade termo circunstanciado.

Total
0
Shares