Parte do biodiesel que vazou de caminhão na Serra do Espigão atingiu o Rio Canoinhas

Tombamento deixou a rodovia interditada por mais de três horas. Foto: Bombeiros/Divulgação

A guarnição dos Bombeiros de Santa Cecília foi acionada por volta das 13h55 desta quinta-feira (25), pelo COBOM de Canoinhas, que relatou um acidente no km 107 da Serra do Espigão, na BR-116, envolvendo um caminhão bitrem.

O veículo seguia de Lagoa Vermelha (RS) para Cubatão (SP), carregada com 43 mil litros de biodiesel de soja, o qual perdeu o controle da direção enquanto descia a referida Serra, vindo a tombar.

Chegando no local, a Autopista Planalto Sul, já havia feito a sinalização e o isolamento do local, e  prestado os primeiro atendimentos ao motorista, que estava consciente e sem ferimentos.

A guarnição fez o dimensionamento da cena e confirmou tratar-se de produto com baixa probabilidade de inflamabilidade.

O período de bloqueio causou congestionamentos de até sete quilômetros na região, segundo a Arteris Planalto Sul. Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

De acordo com os Bombeiros, haviam dois tanques que juntos somavam 43 mil litros do produto. A guarnição estancou parcialmente o vazamento de um dos tanques, porém o vazamento do segundo tanque ficava em local inacessível, não possibilitando o estancamento.

Somando o que vazou dos dois tanques, mais de 35 mil litros do produto escoaram para o meio ambiente.

Caminhão carregava produtos perigosos e houve vazamento de biodiesel. Foto: Divulgação / Arteris Planalto Sul

A guarnição auxiliou também no destombamento da carreta, garantindo a segurança na cena e realizou a lavagem e limpeza da pista para que a mesma fosse liberada. 

Após o atendimento o local ficou aos cuidados da Defesa Civil, órgãos de Meio Ambiente e Empresa Concessionária da Rodovia, os quais ficaram avaliando os impactos ambientais que o derramamento do produto irá gerar.
Segundo Relatório da Defesa Civil, o vazamento atingiu um curso d’água que deságua no Rio Canoinhas, onde, caso essa situação se confirme, poderá vir a prejudicar a captação de água dos municípios de Major Vieira e Canoinhas.

Os responsáveis pela Casan dos dois municípios, além dos representantes do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Canoinhas e afluentes do Rio Negro, foram cientificados dos fatos e vão definir as melhores estratégias para minimizar os impactos à população local.

Estiveram em apoio na ocorrência a Autopista Planalto Sul, Defesa Civil de Monte Castelo, Defesa Civil Regional de Canoinhas, Polícia Rodoviária Federal, IMA e esteve no local da ocorrência o Tenente Modolon do Corpo de Bombeiros Militar de Canoinhas.

Veja aqui a atualização desta notícia: Após 12 horas de trabalho, caminhão que tombou na Serra do Espigão é retirado.

O vazamento atingiu um curso d’água que deságua no Rio Canoinhas, onde, caso essa situação se confirme, poderá vir a prejudicar a captação de água dos municípios de Major Vieira e Canoinhas.

Total
0
Shares