Planalto Norte tem risco aumentado e volta para nível Grave para covid-19

Matriz de risco. Imagem: SES

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quarta-feira (4),  dados atualizados da Matriz de Risco Potencial para coronavírus. A Matriz é atualizada toda quarta-feira.

A atualização do risco potencial das regiões do estado estão no mapa acima. A região da Grande Florianópolis está em risco GRAVÍSSIMO.

Onze regiões do estado encontram-se em nível GRAVE de risco para covid-19 e quatro em ALTO risco.

As regiões Alto Vale do Rio do Peixe, Planalto Norte, Médio Vale do Itajaí, Nordeste e Xanxerê tiveram o risco aumentado, modificando de Alto para Grave; e a Grande Florianópolis de Grave para Gravíssimo. 

Somente em Canoinhas, no mês de outubro, foram registrados 2 óbitos por Covid e 270 novos casos.

Seis regiões se mantiveram em nível Grave (Extremo Oeste, Serra Catarinense, Alto Vale do Itajaí, Foz do Rio Itajaí, Laguna e Extremo Sul). A região Oeste teve seu risco reduzido de Grave para Alto.

Com a atualização da matriz, cada dimensão deve ser interpretada como um sinal de alerta. O aumento do risco em cada uma delas motiva o aumento do risco da região, e deve ser considerada na priorização da atuação local.

Nos últimos dias os números de casos já vinham aumentado no estado e a própria Vigilância de Saúde alertou para a possibilidade de piora na classificação de risco. Mesmo com as restrições, aglomerações foram registradas na região no feriadão, principalmente nas praias.

Na última semana, Santa Catarina registrou 13.924 novos casos e 80 mortes em decorrência da Covid-19.

Nos últimos dias os números de casos já vinham aumentado no estado e a própria Vigilância de Saúde alertou para a possibilidade de piora na classificação de risco.

Total
0
Shares