Suspeita de participação no assassinato de jovens canoinhenses é presa em Rio Negrinho

Suspeita foi abordada no posto da PRF em Rio Negrinho/Reprodução

Na manhã desta quarta-feira (25), policiais civis da DIC de Canoinhas cumpriram o último mandado de prisão preventiva em desfavor de uma jovem de 21 anos, suspeita de ter participação no assassinato brutal dos dois jovens canoinhenses que foram encontrados enterrados em uma cova rasa sob a ponte de Marcílio Dias no dia 30 de julho.

A prisão fez parte da \’Operação Emboscada\’, que efetuou a prisão de 9 suspeitos de envolvimento nos crimes nesta semana.

No dia de hoje, agentes da DIC, com o apoio de policiais rodoviários federais, policiais militares de Joinville e de Canoinhas prenderam a mulher no Posto da Polícia Rodoviária Federal na BR-280 em Rio Negrinho.

No momento da abordagem, além da suspeita, alvo da operação, estavam outros dois indivíduos, de 21 e 22 anos, que haviam fugido da unidade prisional de Canoinhas na última sexta-feira (20). Ambos com várias passagens por crimes como tráfico de drogas e furto.

Após as providências de praxe, todos foram encaminhados ao presídio de Canoinhas. Posteriormente a jovem foi transferida para o presídio feminino de Mafra.

A Polícia Civil agradece o apoio operacional da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Militar de Santa Catarina, bem como o apoio de inteligência prestado pelo Núcleo de Inteligência do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

Junto com ela estavam dois foragidos da Unidade Prisional de Canoinhas, que foram conduzidos novamente ao presídio.

Total
0
Shares