Santa Catarina confirma novos casos importados da variante do vírus SARS-CoV-2

Avatar
Imagem: Shutterstock/Reprodução

O Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), confirma dois novos casos de COVID-19 pela variante P.1 do Vírus SARS-CoV-2, circulante em Manaus/Amazonas.

Os casos importados são de um homem de 69 anos e de uma mulher de 64 anos. Ambos foram internados em Florianópolis, no mês de janeiro, após chegarem de Manaus.

Os casos foram diagnosticados por laboratório privado e o sequenciamento genético foi realizado pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL/SP) em São Paulo, nesta segunda-feira, 15 de fevereiro.

O homem de 69 anos foi internado no dia 16 de janeiro, após manifestar sintomas de coriza, congestão nasal, perda do paladar, febre e desconforto respiratório.

Ele foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – COVID-19 no Imperial Hospital de Caridade, de onde já recebeu alta.

Já paciente de 64 anos foi internada no dia 18 de janeiro, no Hospital Baía Sul, após apresentar algia lombar, febre, tosse seca e saturação menor que 95. Ela também já recebeu alta.

Como a amostra foi processada por um laboratório particular que possui convênio com uma rede de laboratório com sede em São Paulo, foi solicitado apoio ao Instituto Adolfo Lutz para realização de sequenciamento, já que o paciente tinha histórico de viagem de Manaus.

Primeiro caso de variante foi registrado em Joinville

O primeiro caso de variante no Estado havia sido confirmado na última quinta-feira, 11, pelo Governo do Estado. O caso importado era de um paciente, de 55 anos, residente em Joinville, norte do estado, também com histórico de viagem para Manaus.

O paciente retornou à Santa Catarina no dia 16 de janeiro, data em que apresentou falta de ar e procurou uma unidade de saúde para atendimento.

No dia seguinte, 17 de janeiro, realizou o exame RT-qPCR. O resultado positivo para a COVID-19 foi confirmado pelo Lacen/SC no dia 18 de janeiro, conforme Nota de Alerta, divulgada em 11 de fevereiro.

Como o paciente tinha histórico de viagem para Manaus, foi seguido o protocolo para investigação genômica da COVID-19, conforme orienta Nota Informativa já publicada pela SES.

Sendo assim, a amostra foi encaminhada pelo Lacen/SC para a Fiocruz do Rio de Janeiro, laboratório referência para Santa Catarina, para sequenciamento genético. O quadro apresentado pelo paciente foi moderado, porém ele ficou internado no Hospital Bethesda, em Joinville, em isolamento. Ele já teve alta hospitalar.
Total
0
Shares