Há 71 anos, um tornado devastador atingia Valinhos, no interior de Canoinhas

Fenômeno ocorrido em Valinhos é considerada uma das maiores tragédias climáticas ocorridas na região/Acervo Cultural de Canoinhas
O dia 16 de maio marca uma data que jamais será esquecida. Nesse dia, em 1948, em uma noite fria de um domingo, uma tragédia provocada por um tornado na localidade de Valinhos, interior de Canoinhas, no planalto norte catarinense, deixou 23 pessoas mortas.

Foi a maior tragédia provocada por um tornado já registrada em Santa Catarina,  se considerado o número de mortos.

Acervo Cultural de Canoinhas

Nos cálculos daquela época estima-se que a velocidade do vento chegou a 300km/h. Cerca de 52 casas foram destruídas, assim como a escola e a igreja da localidade.

A força do vento arremessou madeiras para todos os lados, tanto das residência como de uma serraria que havia próxima.

Muitas dessas madeiras acabaram matando animais e pessoas. A foto de um cavalo com uma tábua atravessada em seu corpo demonstra a violência do vento.

Pedaços de madeira atingiram e mataram muitos animais/Acervo Cultural
Com a incrível força do vento, corpos foram encontrados bem distantes das residências que moravam. Dezoito pessoas morreram no local e cinco no Hospital Snta Cruz. Contou-se, na época, que o Hospital foi insuficiente para abrigar todos os mortos e feridos.

Todas as vítimas desta tragédia foram sepultadas no cemitério de Felipe Schmidt.

Total
0
Shares