Vereador pede análise para a reativação da balsa na localidade de Taunay

Comunidade alega ter que percorrer mais de 70 km por falta da balsa.Foto/Reprodução/Internet

No início de 2018, produtores rurais canoinhenses que utilizam as balsas do interior para a locomoção de máquinas agrícolas, tratores e outros implementos ao Sul do Paraná, onde realizam o plantio de diversas culturas, foram pegos de surpresa com a paralisação das travessias.

Na ocasião, vereador Paulo Glinski informou que a empresa que explorava as balsas alegava prejuízos financeiros e já não tinha mais interesse em operar os serviços.

Sobre este assunto, o vereador Coronel Mário Erzinger solicitou, na sessão da última terça-feira (14), que seja encaminhado ofício ao prefeito municipal e ao Diretor do DETRACAN, Luiz Alceu Witt Junior, solicitando que se proceda a estudos necessários de transporte aquaviário, e que seja analisada a viabilidade técnica e legal, visando à reativação da balsa para a travessia do Rio Negro, na Localidade de Taunay.

De acordo com o vereador, esse é pleito dos integrantes daquela comunidade.

Aproveitando a presença do diretor do Detracan na sessão,Erzinger argumentou que a comunidade tem o procurado bastante e reivindicado esse serviço que por muitos anos existiu na comunidade.

Segundo pessoas da comunidade, elas tem que percorrer em média 70 km ou mais por falta dessa balsa.

Total
0
Shares