Temporal em SC: mulheres de 19 e 34 anos são duas das vítimas fatais da tragédia

Três das 12 pessoas mortas na enxurrada que atingiu a região do Vale do Itajaí entre a noite de quarta-feira (16) e a manhã desta quinta, foram identificadas pelo Instituto Geral de Perícias (IGP).

Entre as vítimas, há duas mulheres e uma criança que não teve o nome e a idade revelados em cumprimento à legislação.Segundo o IGP, uma das vítimas é Francieli Hamm Wiese, de 34 anos. Ela é natural de Ituporanga e tinha dois filhos adotados, de 5 e 13 anos.

Além dela, o marido e o filho de mais novo seguem desaparecidos, segundo apuração da reportagem. Procurada, a assessoria de imprensa do IGP não confirmou se a criança identificada seria o filho de Francieli.

Em nota, o órgão informou, apenas, que não divulgaria dados sobre vítimas menores de idade.

Presidente Getúlio, no Vale do Itajaí, foi uma das cidades mais atingidas pelo temporal. Foto: Patrick Rodrigues

Também foi reconhecida uma vítima de 19 anos, natural de Blumenau: Pâmela Tais Miranda. A identificação dos corpos ocorre por meio da digital das vítimas, coletada pelos papiloscopistas.

A perícia teria encontrado dificuldades para realizar o trabalho ao longo do dia, devido a falta de água no local.
O atendimento aos familiares ocorre no ginásio de Esportes Pereirão, onde também estão equipes de psicólogos e assistentes sociais.

Na tarde desta quinta-feira (17), o prefeito de Presidente Getúlio, Nelson Virtuoso (MDB), assinou o decreto de estado de calamidade pública depois de o município enfrentar a maior tragédia climática da história.


Leia também