Cientistas detectam novas mutações em variantes do coronavírus no Brasil

Avatar
Os novos resultados são provenientes de amostras coletadas de pacientes de sete estados do país.
nova variante do coronavirus em santa catarina

Em mais um achado inédito, cientistas da Rede Genômica Fiocruz identificaram importantes alterações na estrutura da proteína Spike (S) do vírus SARS-CoV-2 em circulação no Brasil. 

A proteína Spike é associada à capacidade de entrada do vírus nas células humanas e é um dos principais alvos dos anticorpos neutralizantes produzidos pelo organismo para bloquear o vírus.

A descoberta é fruto de intensa vigilância conduzida por pesquisadores de todas as unidades da Fundação no país e de institutos parceiros, com o objetivo de saber mais sobre o comportamento do vírus e contribuir para um melhor preparo do país no enfrentamento da pandemia.

Os cientistas ressaltam que, até o momento, poucos genomas apresentam as alterações e que ainda não se caracteriza como a formação de uma nova linhagem, entretanto, alertam que é preciso permanecer com o monitoramento para acompanhar se vírus com essas alterações não aumentarão de frequência. 

Os novos resultados, detectados a partir da metodologia de sequenciamento genético, são provenientes de amostras coletadas de pacientes de sete estados: Amazonas, Bahia, Maranhão, Paraná, Rondônia, Minas Gerais e Alagoas.

Total
2
Shares