Família acusa hospital de negligência por morte de criança, no norte catarinense

Por quatro dias seguidos o menino foi levado ao Hospital, onde foi liberado apenas com medicação para dor, sem ter feito nenhum exame.

James Antônio Fucks, de apenas 7 anos, morreu no final da tarde de sexta-feira (16), após a família passar quatro dias levando a criança para uma unidade hopitalar em São Francisco do Sul, no norte catarinense.

De acordo com o padrasto, James bateu com a cabeça em uma placa de sinalização, na última terça-feira (13), na saída da escola onde estudava. Ele foi levado ao Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça no mesmo dia, com dores no peito, para atendimento.

Segundo os familiares, nenhum exame teria sido feito e ele foi liberado apenas com medicação para dor. Na quarta e na quinta-feira, a criança foi novamente levada à unidade, ainda com dores no peito. Ele teria sido medicado e liberado.

Hospital onde a criança foi atendida por quatro dias seguidos. Reprodução

Ontem (16), ainda com dores, a família voltou ao hospital, por volta das 14h30 e pediu que fosse feito algum exame, RX e até mesmo uma transfência para outro hospital.

Por volta das 17h, James morreu após sofreu uma parada respiratória na frente da mãe, enquanto aguardava a transferência solicitada pelo hospital (apenas no quarto dia), para o Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, em Joinville.

A denúncia é de que o hospital não teria sequer realizado exames no menino e o liberado em todas as vezes que a família procurou atendimento.

De acordo com a reportagem de Aos Fatos, a família é de origem simples, inscrita no Cadastro Único, que não tem nem luz elétrica em casa.

A reportagem ainda mostra um vereador do município, em frente ao Hospital na noite de ontem, relatando que o Secretário da Saúde e a diretora da unidade sequer atendiam as chamadas telefônicas. “A gente vai saber que medida tomar como, agora? Não podemos deixar enterrar essa criança antes que façam uma perícia pra saber exatamente o que aconteceu”.

Neste sábado (17), a diretoria do Hospital emitiu nota, lamentando a morte do menino e e solidarizando com os familiares, resaltando que o caso será investigado. “A equipe do Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora, em conjunto com a Secretaria Municipal da Saúde, está apurando os fatos para verificar se houve alguma falha no atendimento ao paciente que veio a óbito. Todas as medidas cabíveis serão adotadas”, diz a nota.

A prefeitura de São Francisco do Sul também se manifestou na manhã deste sábado lamentando a morte de James e informou que a Secretaria de Saúde está apurando os fatos junto à equipe do Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça e está atuando para verificar se houve negligência no atendimento e todas as medidas cabíveis serão adotadas.

A escola em que James estudava, ainda no primeiro ano do ensino regular, prestou homenagem ao aluno nas redes sociais.

Total
1
Shares