Rio Canoinhas está em regime hídrico extremo, alerta Epagri/Ciram

A onda de calor prevista para os próximos dias deve piorar a situação de estiagem.

Ao menos 18 estações hidrológicas de Santa Catarina estão em situação de alerta ou emergência, segundo os dados do boletim da Epagri/Ciram, que faz o companhamento nas bacias e complexos do estado, divulgados na manhã desta quarta-feira (12).

De acordo com a tabela dos níveis de rios, no Rio Canoas, Rio Canoinhas, Jacutinga, Rio Itajaí-Açú, Rio Antas, Rio do Chapecó, Rio do Peixe, Peperi-Guaçú e Rio Tijucas, estão em regime hídrico extremo.

O Rio Canoinhas, em medição às 22h desta quarta (12) na estação Casan (próximo a ponte na BR-280), estava em situação hidrológica de alerta, marcando 1,20 metro. Nas últimas 96 horas, o acumulado de chuva foi de apenas 3 milímetros.

Em situação de emergência estão estações nos municípios de Mondaí, Romelândia, Chapadão do Lageado, São João Batista, Coronel Freitas, São Carlos, Joaçaba, Tangará e Concórdia.

A onda de calor prevista para os próximos dias, que vai atingir todo o estado, “vai piorar a situação, já crítica, na estiagem, principalmente nas regiões Oeste e Extremo Oeste de Santa Catarina”, alerta o meteorologista da Epagi/Ciram Clóvis Correa. 

POUCA CHUVA

A chance de chuva,  pelo menos até o dia 17 de janeiro, é restrita ao período da tarde e de forma bem isolada, mal distribuída.

Entre 18 e 20, um sistema de baixa pressão com passagem de frente fria favorece pancadas de chuva e risco de temporais no estado, principalmente à tarde, com maiores volumes e melhor distribuída no leste de SC.

Entre 21 e 23, o sol volta a predominar em todas as regiões, com menores chances de chuva no estado. A partir do dia 24, condição mais favorável para pancadas de chuva melhor distribuída entre a tarde e noite em todas as regiões de SC.