Dengue em SC: biofábrica é inaugurada em Joinville

Avatar photo
O combate à doença ganha reforço com método criado na Austrália. SC já tem mais de 350 mil casos prováveis da doença, com 269 óbitos.

LEIA TAMBÉM

 — PUBLICIDADE —
Whatsapp Emecar Canoinhas

Santa Catarina conquistou dois importantes avanços no combate à dengue: a revisão do número de Agentes de Combate de Endemias (ACE) e na segunda-feira (1º), a inauguração da biofábrica do Método Wolbachia em Joinville, no norte do Estado. O local contará com laboratórios para a produção da tecnologia, que ajuda no combate à dengue e outras arboviroses.

Em março de 2023 a Secretaria de Estado da Saúde (SES) formalizou ao Ministério da Saúde a necessidade de novas tecnologias no combate à dengue.

Em outubro de 2023, o município de Joinville foi selecionado pelo Ministério da Saúde, em conjunto com outros cinco municípios, por características epidemiológicas, para implementação desta nova metodologia.

O Método Wolbachia foi possibilitado por meio de uma parceria da Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz – com a World Mosquito Program, e com a Prefeitura de Joinville e a Secretaria de Estado da Saúde.

Método Wolbachia

Criado na Austrália, esse método consiste na liberação de Aedes aegypti com a bactéria Wolbachia para que se reproduzam com os Aedes aegypti locais, formando uma nova população destes mosquitos.

A Wolbachia impede que os vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela urbana se desenvolvam dentro dos insetos, contribuindo para redução destas doenças.

Dengue em SC
A dengue atingiu número recorde em SC em 2024. O estado já tem mais de 350 mil casos prováveis da doença, com 269 óbitos.