Tabagismo mata 428 pessoas por dia no Brasil: dicas para parar de fumar

 Fumantes adoecem com uma frequência duas vezes maior que os não fumantes.

O tabagismo é uma doença que mata 428 pessoas por dia no Brasil, segundo informações do Instituto Nacional do Câncer (Inca), órgão do Ministério da Saúde. Hoje (29) é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Fumo.

Doença

O tabagismo é uma doença (dependência de nicotina) que tem relação com aproximadamente 50 enfermidades, dentre elas vários tipos de câncer, como de pulmão, de laringe, de faringe, do esôfago, do estômago, do pâncreas, do fígado, de rim, da bexiga, do colo de útero e leucemia.

O Inca informou que os fumantes adoecem com uma frequência duas vezes maior que os não fumantes. 

“Têm menor resistência física, menos fôlego e pior desempenho nos esportes e na vida sexual do que os não fumantes. Além disso, envelhecem mais rapidamente e ficam com os dentes amarelados, cabelos opacos, pele enrugada e impregnada pelo odor do fumo”.

O estudo “A Curva Epidêmica do Tabaco no Brasil: Para Onde Estamos Indo?”, lançado nesta quinta-feira (29) pelo Inca, analisa as tendências temporais da taxa de mortalidade por câncer de pulmão no Brasil. 

O tabagismo mata mais da metade de seus usuários e é responsável por 8 milhões de mortes mundialmente por ano, sendo a principal causa de morte evitável.

A estimativa é que surjam 2 milhões de novos casos de câncer de pulmão em 2019 no mundo, sendo o primeiro tipo de câncer entre os homens e o terceiro entre as mulheres. 

No Brasil, a estimativa é de 31.270 novos casos este ano, com 27.931 óbitos por câncer de pulmão registrados no país em 2017.
Dicas que podem ajudar a parar de fumar

1. Peça ajuda

Nem sempre força de vontade é o suficiente para largar o fumo. Procure um médico. Ele pode indicar medicamentos e grupos de terapia cognitiva. Os remédios diminuem a ansiedade e o prazer causado pela nicotina. Já os grupos apresentam bons resultados em 90% dos casos, porque ensinam a reformular hábitos ligados ao tabagismo.

2. Engane o corpo

Use produtos de reposição de nicotina, como chicletes e adesivos. Eles aliviam a abstinência e não causam dependência porque têm baixos níveis do químico. Mas não fume e os use ao mesmo tempo: pode fazer mal!

3. Pense em outra coisa

Mude hábitos que reforçam o vício. Quando bater aquela vontade louca de dar umas baforadas, chupe uma bala, escove os dentes ou tome um banho gelado. Esses picos de vontade costumam durar 5 minutos – se você resistir a eles, conseguiu o mais difícil.

4. Faça uma lista
Não pare de fumar em um dia agitado. No dia D, faça algo divertido e relaxante. Escreva uma lista com todos os motivos que o levaram a parar de fumar e deixe-a à vista. Leia-a sempre que quiser um trago.
5. Devagar se vai longe

Se você fuma 10 cigarros por dia, fume 9 no 2º dia, 8 no 3º etc. Se você começa a fumar às 9h, tente começar cada dia uma hora mais tarde. Mas atenção: isso não deve levar mais que duas semanas.

6. Avise a família

Não esconda de amigos e familiares que você resolveu dizer adeus ao cigarro. Peça que não fumem perto de você ou dentro de casa. Livre-se de isqueiros e cinzeiros.

Fontes: Centro de Tratamento de Tabagismo (HelpFumo); Comitê Antitabaco da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e Agência Brasil.

Total
0
Shares