Bolsonaro edita MP que abre crédito de R$ 25,7 bilhões para pagamento do Auxílio Emergencial

O presidente Jair Bolsonaro editou na noite desta sexta-feira (24) uma medida provisória (MP 956) que abre crédito extraordinário de R$ 25,720 bilhões, em favor do Ministério da Cidadania, para atender os pagamentos do Auxílio Emergencial de R$ 600.

A Medida Provisória foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União e foi assinada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. A medida já está em vigor.

O crédito extraordinário foi aberto para que o governo consiga terminar de pagar a primeira parcela do auxílio e comece a pagar a segunda.

Adiamento da 2ª parcela cancelado

Na quarta (22), o Ministério da Cidadania informou que não poderia mais antecipar a 2ª parcela:

\”Por fatores legais e orçamentários, pelo alto número de requerentes que ainda estão em análise, estamos impedidos legalmente de fazer a antecipação da segunda parcela do auxílio-emergencial\”, informou.

O calendário de pagamento da 2ª parcela ainda aguarda por uma definição do Ministério da Cidadania.

Total
0
Shares