Preso em Canoinhas um dos envolvidos em assalto a banco em Chapecó neste sábado,11

Um dos suspeitos de envolvimento no assalto foi preso na BR-280 em Canoinhas. Foto: Rocam Canoinhas/Divulgação

Um bandido foi morto e outros três foram presos na manhã deste sábado (11) em Chapecó, no oeste catarinense, durante uma tentativa de assalto.

Um dos presos estava com tornozeleira eletrônica, e outro era foragido do sistema prisional e estava com mandado de prisão em aberto, ambos pelos crime de roubo a banco, segundo a PM. A ocorrência foi registrada por volta das 6h30.

Um dos bandidos foi morto em frente a agência, em confronto com a PM. Foto: Radio Rural

Outro membro da quadrilha, que seria o responsável \”pela fuga\” dos assaltantes, ao perceber que o plano deu errado, evadiu-se do local,  mas acabou sendo preso em Canoinhas, por volta das 16 horas.

Em operação conjunta entre Polícia Rodoviária Federal, Agência de Inteligência, Rocam e RP de Canoinhas, o quinto envolvido foi abordado em um Renault Sandero vermelho, na rodovia BR-280.

Suspeito foi abordado e preso na BR-280 em Canoinhas. Foto: Rocam/Divulgação

De acordo com a PM, o veículo foi abordado próximo ao km 250, onde o condutor, de 26 anos,  informou que deslocou-se de Joinville para Chapecó com dois  amigos.

Lá chegando, foi informado que fariam um roubo no Banco Sicob, e que permaneceram na casa de um homem, este que foi a óbito na ação.

Ainda segundo a PM, um cartão de banco, da Caixa Econômica Federal, em nome do assaltante que foi morto, foi encontrado no veículo, amarrando ainda mais ele à ocorrência em Chapecó.

Diante dos fatos ele recebeu voz de prisão, sendo conduzido à delegacia de Polícia Civil de Canoinhas para providências cabíveis.

A AÇÃO

Os elementos chegaram na agência de uma cooperativa de crédito, localizada na Avenida Licínio Córdova, no bairro São Cristóvão em Chapecó, no início da manhã.

Eles desligaram os alarmes da agência e quebraram a vidraça da fachada, invadindo o local.

O comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar de Chapecó, Ricardo Alves da Silva, explicou que a PM já monitorava a possível ação dos criminosos na cidade.

A Polícia Militar teve acesso a informações de que uma quadrilha cometeria o crime e reforçou o policiamento na região durante toda noite, quando por volta das 06h20min os policiais perceberam uma movimentação estranha próximo a agência bancária.

Logo depois que os autores chegaram, com um veículo Ford Ecosport sem placas e com registro de furto, policiais militares do PPT do 2ºBPM/Fron também chegaram ao local.

Três deles entraram e um quarto, que era o motorista, permaneceu na frente da agência como segurança de área, mas quando viu os policiais correu em direção ao interior do banco, momento em que foi ordenado que parasse e colocasse as mãos na cabeça

O homem não acatou a ordem, se voltou em direção à rua, fez o movimento para sacar a arma de fogo, momento em que os policiais dispararam contra ele.

Com o suspeito baleado os policiais acionaram socorro, entraram na agência e prenderam o restante da quadrilha.

O Samu compareceu ao local e constatou a morte do suspeito, constatando que, embaixo do corpo dele estava a arma de fogo, um revólver calibre .32 com carga plena de munições. Ele também estava com um rádio e a chave do veículo Ecosport.

Arma encontrada com o assaltante que foi morto em Chapecó. Foto: PM/Divulgação

Com os autores dentro do banco os policiais localizaram a chave de um Peugeot 307, que possivelmente seria usado como apoio na fuga, esse carro estava estacionado nas proximidades do local.

Os telefones celulares dos autores também foram apreendidos. Outro veículo Peugeot Passion que estava no bairro Passo dos Fortes, que também tinha ligação com a quadrilha, foi apreendido.

Com o grupo foram encontrados um maçarico, máscaras e cobertores para abafar a ação.

 Foto: PM/Divulgação

Os três criminosos, de 27, 29 e 31 anos, que estavam dentro da agência são da cidade de Joinville, todos com vasto histórico de ocorrências e agem como caixeiros.

O suspeito baleado e morto era de Chapecó, tinha 34 e também possuia várias passagens criminais.