“Quando um requerimento é mais polêmico a prefeitura não responde”, diz vereador

ASCOM — Conforme o Regimento Interno da Câmara de Vereadores de Canoinhas, quando um requerimento é enviado à prefeitura, a mesma tem um prazo máximo de 30 dias para responder.

Na sessão de segunda-feira (10), o  presidente da Câmara, vereador Paulinho Basílio cobrou a resposta de 14 requerimentos de sua autoria dos meses de fevereiro a junho deste ano. 
Basílio explicou que os requerimentos são de vários assuntos e destinados aos secretários e ao prefeito, em muitos solicitando informações sobre obras, programas e projetos do município.
Um novo requerimento foi elaborado solicitando informações do prefeito sobre o motivo do não envio das respostas aos vereadores. 

 “Esses requerimentos não respondidos são perguntas pertinentes sobre algumas licitações, sobre alguns atos do poder executivo. Me causa bastante estranheza que quando o requerimento é um pouco mais polêmico a prefeitura não responde”, comentou o vereador.

Paulinho Basilio ainda lembrou que todos os requerimentos são apresentados e aprovados pelo plenário da Câmara: 

“Não é o vereador Paulinho que sozinho faz nascer um requerimento. Muitos desses pleitos nascem da comunidade, por isso a importância que eles sejam respondidos. O vereador Paulinho pode ficar sem resposta, como já ficou em muitas situações, mas a comunidade jamais, por isso as respostas são o mínimo. Eu peço pelo menos um pouquinho de respeito com essa casa em responder os requerimentos”, finalizou o vereador.

Total
0
Shares