Polícia interrompe festa irregular com 600 pessoas em um sítio no oeste catarinense

Foto: Divulgação

A força-tarefa que fiscaliza o cumprimento de medidas de prevenção à Covid-19 em Xanxerê, interrompeu uma festa com cerca de 600 pessoas em um sítio às margens da BR-282.

Segundo o responsável pela força-tarefa, Ronaldo Luzzi, os participantes da festa não usavam máscara e não respeitavam o distanciamento social. O flagrante ocorreu no final da noite de sábado (24).

Festa irregular

Durante a tarde daquele dia, a PM recebeu informações que no sítio ocorria uma festa de maneira ilegal. Chegando ao local, os policiais viram que havia uma estrutura montada, uma tenda. Eles conversaram com um homem de 31 anos que se apresentou como responsável.

Segundo a PM, ele disse que estava organizando um evento no local, que ocorreria à noite. A Polícia Militar orientou o homem sobre os procedimentos que deveriam ser cumpridos, relacionados à prevenção da Covid-19 e das autorizações do poder público necessárias. Foi feito boletim de ocorrência e o responsável foi liberado.

Porém, durante a noite a PM recebeu denúncias no 190 de que a festa estava ocorrendo. 

Os policiais voltaram ao local e viram que havia cerca de 600 pessoas no sítio. Ninguém usava máscara. Em nova conversa com o responsável, ele não apresentou autorização para o evento.

Com isso, os policiais pediram que as pessoas fossem embora. Conforme a PM, não houve resistência dos participantes, que saíram do local. 

O responsável foi autuado em flagrante, já que foi orientado durante a tarde sobre o que precisava ter para fazer o evento. O homem precisará comparecer ao fórum de Xanxerê para dar esclarecimentos à Justiça.

 O organizador do evento foi autuado em flagrante por desobediência e vai responder a um termo circunstanciado.