Acidente com ônibus deixa mortos e feridos na manhã desta segunda, na BR-376

Acidente aconteceu no km 668, na pista sentido Santa Catarina. Foto: Grupo 277/Colaboração

Um acidente gravíssimo com um ônibus de turismo na BR-376, em Guaratuba, no litoral do Paraná, deixou 19 mortos.

De acordo com a concessionária responsável pela rodovia, as vítimas que foram a óbito são 13 adultos, cinco adolescentes e uma criança.
A princípio, a informação repassada pelo Corpo de Bombeiros e pela concessionária era de que 21 pessoas tinham morrido no acidente. O número foi corrigido por volta das 14h30.

A batida aconteceu na altura do km 668, no trecho conhecido como Curva da Santa, por volta das 8h30 da manhã desta segunda (25). (Vídeo do acidente no final desta matéria).
Foto: Divulgação/BPMOA

O ônibus, com placa de Belém, no Pará, descia a Serra do Mar no sentido litoral do estado quando saiu da pista, bateu na mureta de proteção e despencou pela ribanceira.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 54 passageiros e dois motoristas estavam no ônibus. Os feridos foram encaminhados para hospitais de Curitiba, Joinville e Garuva.

Um dos motoristas, de 67 anos, que conduzia o veículo na hora do acidente, foi conduzido à Delegacia de Garuva para prestar depoimento. Ele não se feriu no acidente.
No depoimento divulgado pela Polícia Civil, ele alegou que o ônibus ficou sem freios antes de capotar. Ele afirmou que estava viajando desde a noite sexta-feira (22). O teste do bafômetro apontou negativo para a ingestão de álcool.
Ainda de acordo com a PRF, o ônibus saiu de Ananindeua (PA) e tinha como destino Balneário Camboriú (SC).

Após prestar depoimento, ele foi liberado. Segundo a Polícia Civil, se for comprovada imperícia, ele pode responder por homicídio culposo.

Ele disse que foi contratado como terceirizado para dirigir o ônibus. O motorista foi funcionário da TC Turismo até 2014, depois, começou a fazer viagens esporádicas como autônomo. Esta era a terceira vez que ele fazia a mesma rota.

O motorista disse que a manutenção do veículo foi feita antes de sair de Belém, no Pará, e que o ônibus não havia apresentado nenhum problema durante o trajeto. Porém, antes da serra, percebeu que a bomba de ar do freio estava esvaziando muito rápido.

Ele contou que havia assumido a direção pouco antes do acidente. Antes disso, ele estava descansando, e outro motorista fazia a condução.

À polícia, ele disse que retornou ao volante cerca de meia hora antes do acidente.

De acordo com a polícia, ainda na delegacia, o motorista disse que tentou tentou usar uma área de escape que fica a 1 km antes do local do acidente. Entretanto, não conseguiu porque havia um caminhão na faixa ao lado. Por isso, segundo ele, bateu na mureta e caiu no barranco.

A Arteris Litoral Sul, que administra o trecho, informou que a pista foi bloqueada para atendimento do caso. Por volta das 13h, a fila de veículos era de 22 km. 

Além dos bombeiros de Santa Catarina e Paraná e Arteris Litoral Sul, também estão no local duas aeronaves do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) do Paraná, aeronaves Águia da Polícia Militar de Santa Catarina,  Polícia Rodoviária Federal (PRF) e SAMU.

Total
0
Shares