Nove bebês com menos de 1 ano morreram com covid em SC

Avatar
Além dos bebês, há outras 17 vítimas da Covid-19 com idade de 1 até 9 anos.

Em um ano de pandemia do novo coronavírus, Santa Catarina registrou, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), 29 mortes causadas pela doença entre crianças e adolescentes, de 0 a 17 anos.

Revisão na base de dados

Os dados foram atualizados pela última vez na quinta-feira (11), quando a Diretoria Estadual de Vigilância Epidemiológica (Dive) fez uma revisão na base de dados. Na sexta-feira (12), não houve registro de mortes incluindo esta faixa etária.

Segundo o órgão, a reanálise foi necessária porque havia equívocos no registro de idade das crianças. Até então, em fevereiro havia quatro e em março um bebês com menos de 1 ano, que constavam no sistema.

Com a atualização o número quase dobrou. Desde o início da pandemia, foram seis óbitos em 2021 e três no ano passado. O primeiro foi registrado em agosto de 2020.

Neste ano, dois casos foram no Oeste catarinense e a mesma quantidade na Grande Florianópolis. Os outros foram no Sul, Vale do Itajaí e Litoral Norte. O intervalo entre as mortes foi entre 11 de janeiro a 3 de março.

Entre os registros há dois bebês que nasceram mortos e foram diagnosticados com Covid-19. Um deles é indígena da etnia Xokleng.

A mãe do bebê mora na Aldeia Palmeirinha, na Terra Indígena Laklãnõ, e foi diagnosticada com a doença ainda durante a gestação. O caso que envolve Navegantes, a SES e a prefeitura não informaram se envolve outro caso natimorto.

Mortes de crianças até 9 anos

Além dos bebês citados anteriormente, há outras 17 vítimas da Covid-19 com idade de 1 até 9 anos. Segundo os dados da SES, deste grupo, nove mortes ocorreram desde janeiro deste ano e oito entre agosto e dezembro de 2020.

  • Duas com 1 ano
  • Quatro com 3 anos
  • Uma com 4 anos
  • Uma com 9 anos

O último caso registrado foi na segunda-feira (8). Leonardo Schwambach, de 1 ano e 4 meses estava hospitalizado no Hospital da Unimed de Chapecó.

Total
1
Shares