Suspeito de matar amigo em Mafra continua foragido

Vítima e suspeitos eram amigos, mas rivais no aspecto torcedor, informou a Polícia Civil.

Sete meses depois do assassinato de Alessandro Stoeber, 38 anos, o suspeito de cometer o crime segue foragido, informou o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

O crime aconteceu em Mafra, após o jogo da final da Libertadores da América. Stoeber foi morto a facadas na madrugada do dia 28 de novembro de 2021, horas depois da partida entre Palmeiras e Flamengo.

Segundo o Ministério Público, há um mandado de prisão em aberto contra o suspeito desde o fim do ano passado. O mandado de prisão foi expedido no dia 21 de dezembro.

Conforme o órgão, após o indiciamento do homem “novos elementos periciais e documentais foram remetidos aos autos. O procedimento agora está em análise”.

Segundo o inquérito da Polícia Civil, o suspeito era amigo pessoal da vítima, mas rival no aspecto torcedor. 

Stoeber foi morto com 14 facadas horas depois De assistir o jogo com o suspeito em um bar da cidade, segundo informou a polícia.

“Ao que tudo indica, foi uma sequência de desentendimentos, que se iniciou num bar, onde assistiam ao jogo, e se prorrogou para outro estabelecimento”, disse o delegado Nelson Vidal à época das investigações.

Após o jogo, a vítima deixou o bar de motocicleta e teria sido seguido por um veículo. No portão da casa, ele foi atacado. O processo tramita em segredo de Justiça.

error: Conteúdo indisponível para cópia !!