saude

bom_apetite_canoinhas

Traficante e agiota de Canoinhas é preso com drogas e R$112 mil em dinheiro e cheques

Avatar photo
Suspeito foi preso na manhã desta terça (28), no bairro Campo da Água Verde.

LEIA TAMBÉM

Whatsapp Emecar Canoinhas

Policiais militares da Agência de Inteligência do 3º BPM, de posse de informações de que um homem, morador do bairro Campo da Água Verde, em Canoinhas, estava envolvido com o tráfico de drogas e com agiotagem, prenderam um homem na manhã desta terça-feira (28).

As denúncias davam conta de que homem buscava drogas de outras regiões, provavelmente do Paraná, e que redistribuia para traficantes locais.

Segundo a PM, volta das 07h20 de hoje, o suspeito saiu de sua residência,
conduzindo um Fiat Uno, e foi abordado pelas equipes policiais na Rua Adolfo Bading. No carro, estavam o homem e seu filho com 14 anos.

Em busca pessoal, nada de ilícito foi encontrado. Em busca veicular, foram localizados dois tabletes de maconha, pesando 2kg. Ainda, no carro foi apreendido também R$4.490,00 reais em espécie e o aparelho celular do suspeito.

Diante das informações de que poderia haver mais produtos ilícitos, as guarnições
deslocaram-se até a casa para abordagem. Na residência estava a esposa do homem, a qual acompanhou as buscas.

No imóvel, foram apreendidos R$3.036,00 reais em espécie, quatro munições de calibre 38 e 31 folhas de cheque, cujos valores somam a quantia de R$104.477,00
(Cento e quatro mil quatrocentos e setenta e sete reais).

Essa quantidade de folhas de cheques, emitidas por inúmeras pessoas, com valores variados traz robustez as informações de que o suspeito atuava como agiota, emprestando dinheiro a juros elevados.

Fato esse a ser apurado em investigação. Por todo contexto, foi dada voz de prisão ao homem por tráfico de drogas e posse ilegal munição, citando-se também a agiotagem como conduta a ser apurada.

Assim sendo, o detido, juntamente com a droga, o dinheiro, os cheques, as munições, o veículo e o aparelho celular, foram entregues na Delegacia de Polícia para procedimentos.

Por fim, foi acionado o Conselho Tutelar para acompanhar o adolescente, filho do detido.