Governo aumenta valor do repasse mensal para hospitais filantrópicos. Veja tabela

Durante coletiva nesta sexta-feira (3), o governador Carlos Moisés anunciou que os hospitais filantrópicos de Santa Catarina receberão o valor máximo estabelecido pela nova política hospitalar até o fim deste ano. Isso significa um repasse total de R$ 276,2 milhões até dezembro.

A medida, de acordo com o governador, tem por objetivo fortalecer o caixa das unidades filantrópicas para o enfrentamento à Covid-19. (Hospitais filantrópicos são instituições privadas, sem fins lucrativos, mas são contratadas pelos gestores públicos para prestarem serviço ao Sistema Único de Saúde (SUS)).

A distribuição dos recursos segue os critérios da política hospitalar catarinense, definida no ano passado em conjunto com a representação das secretarias municipais de Saúde.

Essa política determina o porte dos hospitais em cinco níveis diferentes, conforme a estrutura. Cada nível tem um teto de repasse mensal. 
A partir dele, é calculado o desempenho da unidade hospitalar, que define o percentual do teto a que a entidade tem direito.

>>> Veja hospitais da região do planalto norte que receberão o novo teto mensal, conforme a Política Hospitalar catarinense Covid-19.

HOSPITAL SANTA CRUZ DE CANOINHAS de R$ 28.000,00 para R$ 70.000,00/mês

HOSPITAL SAO VICENTE DE PAULO (MAFRA) de R$ 319.500,00 para R$ 450.000,00/mês

HOSPITAL DE CARIDADE SAO BRAZ (PORTO UNIÃO) de R$ 139.500,00 paraR$ 450.000,00/mês

HOSPITAL RIO NEGRINHO de R$ 42.000,00 para R$ 70.000,00/mês

HOSPITAL FELIX DA COSTA GOMES (TRÊS BARRAS) de R$ 14.100,00 para R$ 30.000,00/mês

HOSPITAL E MATERNIDADE SAGRADA FAMILIA (SÃO BENTO DO SUL) de R$ 247.500,00 para R$ 450.000,00/mês

HOSPITAL SAO LUIZ (CAMPO ALEGRE) de R$ 33.600,00 para R$ 70.000,00/mês

O secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, destacou que, além de ajudar no caixas das instituições filantrópicas, a medida fará com que elas proporcionem um melhor atendimento aos pacientes da Covid-19.

“Vivemos um período de pandemia. O sistema de saúde será exigido ao seu máximo. Os hospitais filantrópicos serão tão demandados quanto à rede pública. Esses valores serão essenciais para o enfrentamento à Covid-19”, afirmou Zeferino.

Total
0
Shares