Como anda o seu equilíbrio? faça o desafio de 10 segundos

Avatar
O equilíbrio do corpo está relacionado ao órgão sensorial da audição.

Como anda o seu equilíbrio? Ele tem piorado com a idade? Você já caiu ou tem medo de cair? As quedas são muito comuns, não só na terceira idade, e a maioria delas acontece dentro de casa ou próximo a ela por perda de equilíbrio.

Na verdade, o grande problema das quedas são as suas consequências, que podem ser graves e deixar sequelas, como dificuldade de realizar algum movimento e até mesmo de andar.´


Riscos de uma queda

Veja o que uma queda pode causar:

  • Ferimentos
  • Trauma craniano
  • Hospitalização
  • Incapacidade
  • Fraturas
  • Morte

Mas a boa notícia é que as quedas podem ser evitadas. E, como ninguém quer passar por isso, o primeiro passo é saber como anda o seu equilíbrio, através do desafio de 10 segundos.


Desafio 

Você consegue ficar na posição abaixo por 10 segundos? A posição é a seguinte:

Coloque um pé totalmente à frente do outro (como na imagem abaixo),  encostando o calcanhar nas pontas dos dedos do pé de trás e ficar por 10 segundos.

Você pode mexer os braços, dobrar os joelhos ou balançar o corpo para manter o equilíbrio, mas NÃO pode mexer os pés. Se estiver muito fácil, tente com os olhos fechados!

Ah! Importante: faça perto de uma parede ou algo que você possa se apoiar, por questão de segurança, ok?

Faça o desafio e escreva nos comentários se você, ou alguém da sua família com mais idade, conseguiu ficar 10 segundos na posição!
COMO MELHORAR O EQUILÍBRIO
Embora o equilíbrio piore com a idade, é possível melhorá-lo com exercícios específicos e de fortalecimento muscular. Inclusive, essa é uma recomendação da OMS para TODAS as pessoas com mais de 60 anos. 

Pessoas que realizam exercícios físicos têm mais força muscular, menos doenças que afetam a visão, a sensibilidade da pele, a função cardiovascular e a função neurológica, além de tomarem menos remédios.

Além de reduzir em quase 50% o risco de mortalidade, os exercícios físicos podem reduzir em até 70% o risco de quedas e de melhorar em até 80% o equilíbrio.

Ou seja, os exercícios físicos conseguem controlar vários fatores que levam à perda de equilíbrio e às quedas.

O EQUILÍBRIO NO DIA A DIA

No dia a dia, você pode realizar gestos simples para melhorar seu equilíbrio:

  • coloque suas meias, tentando se equilibrar em um pé só
  • suba as escadas pulando um degrau, sem segurar-se no corrimão
  • desloque-se com um copo cheio de água, até a borda, sem derrubá-la
  • brinque (ou pelo menos tente) de amarelinha com seus filhos ou netos

Como conseguimos manter o equilíbrio? Porque quando rodamos repetidas vezes e depois paramos, perdemos o equilíbrio, causando boas risadas em quem está olhando? 

O equilíbrio está relacionado ao órgão sensorial da audição. No interior do nosso ouvido há células e canais que são responsáveis pelo nosso equilíbrio.

No ouvido interno encontramos o utrículo, o sáculo e os canais semicirculares que, juntos, formam o que conhecemos como labirinto.

No utrículo e no sáculo encontramos células sensoriais que ficam mergulhadas em um líquido gelatinoso. Sobre essas células encontramos os otólitos (pequenos grãos de carbonato de cálcio).

Os canais semicirculares são constituídos por três regiões dilatadas que se localizam acima do utrículo.

Se uma pessoa gira seu corpo, o líquido dos canais semicirculares também se movimentará, e isso diminuirá a pressão sobre as células sensoriais.

Quando a pessoa para de girar, o líquido dos canais semicirculares continua a se movimentar em razão da inércia, estimulando as células sensoriais e causando aquela sensação de tontura.

Essa sensação ocorre porque as células sensoriais enviam ao cérebro mensagens de que o corpo está se movimentando, mas os olhos informam que o nosso corpo parou de girar, gerando um conflito de informações que resulta em tontura. 

A labirintite é um processo infeccioso que se dá no labirinto e afeta o equilíbrio da pessoa. Quando a pessoa está com labirintite, sente tonturas, zumbido e desequilíbrio.

Tem-se a sensação de que o mundo está girando ao seu redor, o que pode provocar náuseas e vertigens. A labirintite pode ser tratada com a ajuda de um profissional especializado.

CAUSAS DE LABIRINTITE

  • Diabetes hipertensão,
  • Reumatismo,
  • Infecções por vírus e bactérias,
  • Alterações do metabolismo e hormonais,
  • Uso excessivo de drogas ototóxicas, como antibióticos e antiinflamatórios, arterosclerose,
  • Traumas,
  • Hábitos alimentares inadequados,
  • Vida sedentária, estresse, alteração vascular entre outros.
Ao sentir qualquer alteração deve-se procurar o médico Otorrinolaringologista.
Total
0
Shares