Noite violenta em Criciúma: intenso tiroteio e cidade sitiada na madrugada desta terça, 1º

Avatar
Assaltantes fizeram reféns no centro de Criciúma. Reprodução

Matéria atualizada às 18h20 de 01/12 para acréscimo de informações.


Um intenso tiroteio na madrugada desta terça-feira (1º), aterrorizou moradores de Criciúma, no sul catarinense. 

Vídeos que começaram a circular por volta da meia-noite nas redes sociais mostram que garis foram feitos reféns e várias pessoas foram abordadas nas ruas pelos criminosos, que estavam fortemente armados e em vários pontos da cidade.

A Polícia Militar informou que se trata de assalto a agência bancária do Banco do Brasil. A quantia roubada não foi informada.

Fotos: Redes Sociais
Após os primeiros relatos de moradores pelas redes sociais, o prefeito Clésio Salvaro informou que a cidade estava sitiada e que a orientação era ficar em casa.

Veículos foram incendiados nas entradas da cidade e além do intenso tiroteio, ouviu-se muitas explosões.

O tenente-coronel Dimitri, comandante do 9º Batalhão da Polícia de Criciúma, contou que os bandidos sitiaram a cidade para coordenar a ação. 

A Polícia Militar acionou o Batalhão de Operações Especiais (Bope) e a Tropa de Choque para conter os ladrões, que estavam, de acordo com Dimitri, “armados com fuzis, armas longas e explosivos”.

“Estamos recebendo imagens de reféns, então é uma quadrilha do crime organizado especializada em assalto a banco\”, disse. 

Um policial foi baleado no abdômen e foi encaminhado para o hospital. Outro vigilante também está ferido.

Segundo o tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade, policias de Araranguá, Tubarão e Içara estão deslocando para a cidade.

\”Uma quadrilha do crime organizado, que é especializada em assalto a banco. A gente chama de modalidade novo cangaço. Eles fazem assalto simultâneo, atacam quarteis, como atacaram no batalhão também\”, disse o tenente.

A PM informou que o grupo incendiou o túnel na cidade de Tubarão, que dá acesso a Criciúma, para tentar impedir que reforços cheguem até o local. Um batalhão da polícia também foi atacada.
Imagens gravadas por moradores mostram reféns, sentados em meio a via pública (video abaixo).

O que se sabe é tiros foram ouvidos nos bairros Ceará, Próspera, Mina do Mato, Nossa Senhora da Salete, Cruzeiro do Sul e Centro de Criciúma. O centro virou um cenário de guerra, relatam moradores.

As autoridades de Criciúma pedem para que os moradores se abriguem em casa. “A cidade neste momento está sitiada, são criminosos muito bem preparados\”. 

\”Certamente vieram de outros estados da federação. Recomenda-se que fiquem em casa e, para qualquer informação, acesse PMSC Cidadão, o site da Polícia Militar. A polícia e todos estão mobilizados neste momento. O cidadão deve ficar em casa e protegido”, disse o prefeito Clésio Salvaro em postagem pelo Twitter.

Em imagens feitas por moradores (assista abaixo) é possível ver parte das ações dos criminosos e o momento em que eles deixam a cidade, em comboio, carregando o fruto do assalto.

Pelas redes sociais também circulam imagens de uma boa quantidade de dinheiro que ficou espalhada pelas ruas de Criciúma, após os bandidos fugirem o local. (vídeo II).

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=GcsY2rlhe6Q]

POPULARES RECOLHEM DINHEIRO ESPALHADOS EM VIA PÚBLICA


Durante a fuga, pelo menos um malote de dinheiro foi abandonado pela quadrilha. Cédulas e cápsulas  ficaram espalhadas pelas ruas.

Por volta das 2h30, agentes da Polícia Civil verificavam a suspeita de abandono de materiais explosivos próximo a uma das agências atacadas.

RESUMO

-Cerca de 30 pessoas encapuzadas assaltaram uma agência do Banco do Brasil no Centro de Criciúma às 23h50 de segunda-feira (30). A ação durou 1 hora e 45 minutos.

-Pessoas foram feitas reféns e cercadas por criminosos; houve bloqueios e barreiras para conter a chegada da polícia.
-Um PM e um vigilante ficaram feridos. Ninguém morreu. O PM precisou passar por cirurgia.
Criminosos fugiram, e parte do dinheiro ficou espalhada pelas ruas. Valor levado e abandonado não foi calculado ainda.
-Quatro moradores foram detidos após recolherem R$ 810 mil que ficaram jogados no chão devido a explosão durante o assalto.
-Criminosos também deixaram 30 quilos de explosivos para trás. Polícia não sabe o total utilizado.
10 carros usados no assalto foram apreendidos em um milharal de uma propriedade privada em Nova Veneza, a noroeste de Criciúma.
-A PM, baseada em manchas de sangue encontradas em dois carros, calcula que dois criminosos tenham se ferido
-Em nota, o Banco do Brasil disse que funcionários não foram feridos, que não há previsão para reabertura da agência e que não informa \”valores subtraídos durante ataque às suas dependências\”.
-PM pede que pessoas que tenham informações ou filmagens da ação, entrem em contato pelo telefone 190.

Moradores da cidade registraram um intenso tiroteio em vídeos postados nas redes sociais. A Polícia Militar informou que se trata de assalto a agências bancárias e que ao menos um policial e um vigilante ficaram feridos.

Total
0
Shares