Pai é suspeito de matar filha de 1 ano sufocada com travesseiro, no sul de SC

A mãe, de 19 anos, e o pai de 25, alegaram que a bebê tinha sofrido um mal súbito.

Um homem de 25 anos foi preso em flagrante suspeito de matar a própria filha de 1 ano e dois meses a sufocando com um travesseiro nesta segunda-feira (7) em Siderópolis, no Sul catarinense.

De acordo com os policiais, a criança foi levada até uma Unidade de Pronto Atendimento do município onde os atendentes suspeitaram do seu estado clínico. A criança já chegou sem vida no local. A mãe, de 19 anos, e o pai, alegaram que a filha tinha sofrido um mal súbito.

“Os médicos começaram a questionar os pais porque segundo eles a criança já estava há mais tempo assim, que não havia sido naquele momento que tinha ocorrido. A guarnição chegou ao local e a mãe da criança acabou falando que o próprio pai tinha sufocado a criança com o travesseiro”, disse o sargento da PM, Everaldo Martins.

Em depoimento à polícia o homem negou ter cometido o crime. Segundo o delegado que atendeu o caso, Fernando Possamai, o casal tem outro filho.

“Eles não cuidavam do bebê nem da outra criança [que tem cerca de 2 anos] muitos relapsos nos cuidados com a alimentação, na limpeza dessas crianças. Havia agressão física nessas nas duas e por isso tipificou no crime de tortura, além de omissão por parte da mãe, maus tratos por parte dos dois e um crime de homicidio qualificado pela situação da asfixia, sem direito de defesa da vítima [por ser um bebê] e feminicídio por ser uma menina e fazer parte dos atos de violência doméstica”, disse.

A prisão aconteceu dentro da unidade de saúde. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer a retirada do corpo da criança. O casal foi levado para o presídio Santa Augusta, em Criciúma.

Total
0
Shares