Gente Catarina: Governo lança programa para elevar IDH de municípios

Ações serão focadas nas áreas que mais impactam na qualidade de vida dos moradores.

O Governo do Estado lançou nesta sexta-feira (10), o programa Gente Catarina, que consiste na atuação integrada de diversos órgãos estaduais para elevar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) nos 61 municípios que apresentam os menores indicadores.

As ações serão focadas nas áreas que mais impactam na qualidade de vida dos moradores, como geração de renda, evasão escolar, mortalidade infantil e morte precoce.

A implantação teve início em abril, com o planejamento das ações. Em agosto, iniciaram as reuniões com os municípios. De lá para cá, os agentes envolvidos no Programa trabalharam com definição de indicadores para monitoramento, mapeamento de necessidades locais e de equipe, elaboração de editais e de orçamento.

A partir do lançamento neste dia 10, o Gente Catarina será estendido de forma escalonada, começando por cinco municípios: Bom Jardim da Serra, Campo Belo do Sul, Cerro Negro, São Joaquim e Urupema.

O raio de atuação avançará gradualmente até alcançar os 61 municípios que apresentam os menores indicadores.

Educação

No que se refere à educação, o compromisso do programa é com o empoderamento da comunidade escolar, por meio da redução dos índices de abandono e evasão dos alunos.

O abandono escolar acontece quando, ao fim do ano, o aluno perdeu o contato com a escola e não respondeu às tentativas de trazê-lo de volta. Enquanto evasão é quando um aluno que abandonou a escola em um ano e não retornou no ano seguinte.

Saúde

Na saúde, o principal objetivo é o Fortalecimento da Atenção Primária à Saúde (APS) primeiramente nos municípios que estão abaixo da média do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

A redução da mortalidade infantil e de mortes prematuras em pessoas entre 30 e 69 anos são os principais indicadores a serem monitorados.

Diferenciais do Programa

Para tornar-se um programa longevo, melhorar os índices de desenvolvimento humano da população e impactar na redução da pobreza em Santa Catarina, o Programa Gente Catarina tem uma abordagem diferenciada.

É planejado a partir da base (bottom up), com participação ativa dos agentes locais (nível operacional) de diferentes áreas de governo, principalmente saúde e educação.

Ao conhecer de perto as realidades de cada município-alvo, eles aportam conhecimento prático, além de contribuir com as particularidades de cada território. Isto permite ao programa, mesmo com um objetivo único, atender às necessidades de cada município.

Outro aspecto relevante que diferencia o Gente Catarina é a adoção do monitoramento, que permite acompanhar a evolução do programa. Por fim, a organização em fases traz aprendizado e aperfeiçoamento contínuo, em que cada avanço resulta em ações mais assertivas e com menor incidência de eventuais falhas.