Ex-prefeito preso na Operação Mensageiro é solto após 9 meses

Avatar photo
A prisão ocorreu em dezembro de 2022, enquanto ele estava em Brasília.

LEIA TAMBÉM

 — PUBLICIDADE —
Whatsapp Emecar Canoinhas

Dyvisonn da Silva de Souza (MDB), ex-prefeito de Pescaria Brava, no Sul de Santa Catarina, foi solto após a Justiça revogar a prisão preventiva dele, na segunda-feira (25). O político ficou preso por 9 meses, após ser detido na operação Mensageiro.

A prisão ocorreu em dezembro de 2022, enquanto ele estava em Brasília, onde cumpria agenda.

No período que passou detido, renunciou ao cargo da qual estava na frente desde 2016, quando ganhou a eleição por um voto de diferença.

Além dele, a investigação chegou a mais 15 chefes do executivo no estado e investiga o suposto pagamento de propina a gestores públicos em troca de vantagens ilícitas a uma empresa em contratos de coleta de lixo com prefeituras do estado. As investigações seguem.