Traficante foragido de Santa Catarina é preso na Paraíba, enquanto passeava com a namorada

A Polícia Militar da Paraíba prendeu, na noite do último sábado (18), um traficante condenado em Santa Catarina que desde 2013 estava foragido, quando foi um dos alvos da operação “Rota do Contestado”, realizada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Eugênio Anghinoni, de 60 anos, condenado a 11 anos e quatro meses de prisão por tráfico de drogas.

A Operação “Rota do Contestado”, realizada pelo GAECO no ano de 2013, em apoio à Promotoria de Justiça de Ipumirim, desarticulou uma organização criminosa envolvida em tráfico de drogas e corrupção de menores nas Comarcas de Ipumirim, Concórdia e Chapecó.

Na ocasião, foram expedidos dez mandados de busca e apreensão e a dez de prisão nos municípios de Ipumirim, Lindóia do Sul, Concórdia e Chapecó. No curso do processo, a Promotoria de Justiça requereu e reiterou o pedido de mandado de prisão de Eduardo.

Um dos investigados era Eugênio Anghinoni. Mesmo foragido, foi denunciado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e condenado pela Justiça a 11 anos e quatro meses de prisão. 

Com mandado de prisão em aberto, foi localizado pela Polícia Militar Paraibana, que desde a última semana descobriu que ele estava naquele Estado e passou a levantar informações que foram fundamentais para chegar até ele.

Eugênio, que estava morando em Cabedelo e trabalhando em uma empresa de telecomunicações, foi preso quando passeava com uma namorada pela orla, na capital paraibana. 

O preso deve ser investigado para saber se atua no comércio de drogas também na Paraíba.

Além de Eugênio, outras 13 pessoas foram denunciadas e condenadas pelos crimes relacionados à Operação Rota do Contestado. Com a detenção do foragido, todos os denunciados pelos crimes investigados na operação do GAECO e condenados pela Justiça estão presos.

Total
0
Shares