Adolescente suspeito de planejar ataques a escolas, é detido no Paraná

Investigação apontou que o adolescente, em uma das conversas, estava dando instruções a outro garoto sobre como matar a própria mãe.

Um adolescente suspeito de planejar e orientar ataques a escolas foi apreendido em Palmas, no sul do Paraná, na quarta-feira (2), de acordo com a Polícia Civil. O garoto não teve a idade divulgada.

A polícia diz ter chegado até o adolescente após receber um relatório da Homeland Security Investigations, da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, no início da semana.

O relatório, segundo a polícia, apontou que o garoto estava planejando ataques e dando orientações por meio da internet.

Um documento do mesmo órgão também levou à apreensão de três adolescentes de 17 anos em Goiás, na quarta-feira. A polícia apreendeu facas e armas de fogo de alto calibre durante cumprimento de mandados de busca e apreensão nas casas dos adolescentes. 

Na caso do adolescente do Paraná, os policiais apreenderam computador, celular e equipamentos de armazenamento.

A investigação aponta que o adolescente, em uma das conversas, estava dando instruções a outro garoto sobre como matar a própria mãe.

Durante o depoimento à polícia, o adolescente informou que é um líder e que as pessoas o procuravam para que ele desse as instruções.

O menino ainda tinha fotos impressas do autor do massacre de Suzano (SP), ocorrido em uma escola em 13 de março de 2019. Na ocasião, nove pessoas foram mortas.

O delegado afirma que o material apreendido é robusto. Conversas interceptadas mostram o adolescente orientando tentativas de homicídio, simulando suicídios, e planejando ataques a escolas de estados como São Paulo e Pará.

Um relatório foi repassodo ao Ministério Público do Paraná e ao Poder Judiciário, que tornam-se responsáveis pela definição das próximas etapas da investigação. Em casos como esse, a internação do adolescente é uma possibilidade.

Total
0
Shares