Desfile do Flamengo termina em confusão e lançamento de bombas pela PM

Policial aponta cassetete para torcedor do Flamengo após confusão no final do desfile no Rio neste domingo (24) — Foto: Ricardo Moraes/Reuters

O desfile do Flamengo para comemorar o título da Libertadores terminou em confusão no centro do Rio de Janeiro neste domingo (24).

A Polícia Militar lançou bombas de gás para dispersar a multidão após o trio elétrico que levava o time do Flamengo deixar a Avenida Presidente Vargas.

A confusão começou por volta das 16h15 assim que o som do trio elétrico foi desligado. Segundo relatos, os torcedores tentaram furar o cerco e houve correira. Muitas crianças ficaram no meio do tumulto.

Bomba para dispersar multidão no Centro do Rio — Foto: Reprodução

A situação ficou mais tranquila por volta das 17h10, mas ainda com muitos policiais no Centro.

Durante cerca de 30 minutos, torcedores e policiais se enfrentaram no meio da Avenida Presidente Vargas. Policiais e agentes apontaram armas contra os torcedores que ainda estavam na avenida no meio do confronto.

No meio do tumulto, um carro a serviço da prefeitura atropelou um agente. Ainda não há informações sobre o estado de saúde e a identidade dele.

Comemoração

Torcedores do Flamengo começaram a se reunir no Centro do Rio na manhã deste domingo para  a festa do bicampeonato na Libertadores.

Ao meio-dia, o time vitorioso deixava o terminal aéreo dentro de um ônibus estilizado, para depois desfilar em carro aberto pela cidade. No caminho em direção ao centro do Rio, ainda na Ilha do Governador, torcedores já invadiam as ruas e estendiam bandeiras.
Multidão no centro do Rio neste domingo (24) — Foto: Marcos Serra Lima/G
Por volta de 12h30, a equipe do Flamengo já estava sobre o trio elétrico no centro da cidade segurando a taça, para em seguida iniciar o trajeto em frente à Igreja da Candelária pela Avenida Presidente Vargas,em um percurso de cerca de 2,5 quilômetros.

O trio elétrico era protegido por uma equipe de seguranças, que faziam barreira para permitir que o veículo seguisse o trajeto no meio da multidão. Flamenguistas acenavam para os jogadores e puxavam o hino e os cantos da torcida.

Total
0
Shares