Bolsonaro: “vacina contra a Covid será gratuita e voluntária, mas eu não vou tomar”

Avatar
Jair Bolsonaro em live pelas redes sociais nesta quinta (26). Reprodução

Durante sua live semanal nesta quinta-feira (26), o presidente Jair Bolsonaro disse que a vacina contra a Covid-19, quando aprovada, será gratuita e voluntária, isto é, só tomará quem quiser.

\”Se for certificado pela Anvisa, o governo federal vai comprar esse material e colocar à disposição da população de forma gratuita e voluntária\”, declarou Bolsonaro. \”Eu digo para vocês, eu não vou tomar, é um direito meu.\”

Bolsonaro ainda definiu quem defende a vacinação obrigatória como um \”ditador\” que \”está a fim de fazer negócio com a vida dos outros\”, em referência a João Doria, governador de São Paulo.

\”É muito interesse de um governador ai, de querer salvar vidas, muito interesse, tô até preocupado. Eu acho que se ele morre hoje vai pro céu, de tanto interesse em salvar vidas. É um santo. Santo da calça apertada\”, disse Bolsonaro.

\”A questão é séria, temos que ter responsabilidade nisso daí, e não falar que vou obrigar a fazer isso e aquilo e tenho certeza de que o parlamento não vai criar dificuldade pra quem porventura não queira tomar a vacina\”, completou o presidente. 
Entretanto, não cabe a Bolsonaro definir se uma vacina será ou não obrigatória, e sim ao Ministério da Saúde, segundo a Constituição.

No contexto da pandemia, a fala ainda contraria uma lei aprovada pelo próprio presidente, em fevereiro deste ano, que determina que autoridades podem tornar a vacina contra a covid-19 obrigatória.

Um estudo publicado em agosto indica que, se um imunizante contra o coronavírus tiver eficácia de 80%, ele precisa ser aplicado em pelo menos 75% da população para acabar com a pandemia. 

Se essa adesão mínima não for atingida, o vírus continua circulando, infectando pessoas, deixando sequelas e, em alguns casos, causando mortes.
Total
0
Shares