Falta de leitos de UTI e dinheiro para duplicação de BRs repercute na Alesc

Avatar
Obras de duplicação na BR-470. Foto: Patrick Rodrigues

A falta de leitos de UTI para pacientes graves de Covid-19 no Oeste e a intenção do Executivo Estadual de destinar R$ 200 mi para a duplicação da BR-470 repercutiram na sessão de quarta-feira (17) da Assembleia Legislativa.

“Estamos transferindo pacientes para todo o estado por conta da falta de leitos, têm pessoas implorando uma vaga de leito de UTI e nós temos de dizer que a fila é grande, pensem na situação”, relatou Luciane Carminatti (PT), acrescentando que até sexta-feira 34 leitos de UTI devem ser ativados em Chapecó e em Xanxerê.

“Precisa diminuir os contágios, e para isso é necessário que cada um faça sua parte”, apelou a deputada.

Moacir Sopelsa (MDB) concordou com a colega.

“Quero ficar com suas últimas palavras: enquanto não acreditarmos – e muita gente não acredita nos protocolos – não sei se daqui a pouco todo o estado não terá falta de leitos de UTI”, avaliou o representante de Concórdia.

Já o deputado Ivan Naatz (PL) criticou a intenção do Executivo de aportar recursos estaduais nas obras das BRs 470 e 163.

“Ninguém duvida da importância das duas rodovias, mas vamos olhar para as nossas necessidades. O catarinense está rodando em rodovias que soltam pedaços, iguais esse daqui, e o governo decide colocar dinheiro em uma obra federal, como se não tivesse o que fazer”, insistiu Naatz.

O deputado sugeriu que ao invés de colocar dinheiro nas rodovias federais, o estado ajude a União a expandir o Aeroporto de Navegantes, construindo a segunda pista.

Milton Hobus (PSD) também criticou a alocação de recursos em obras federais e defendeu a criação de uma comissão para pressionar o governo federal.

“Não tem mais como o Alto Vale se desenvolver, gerar riqueza, e o Oeste transferir suas riquezas para os portos pela BR-470, precisamos muito mais do que uma esmola que o governo do estado possa dar ao governo federal. Se é prioridade nacional, tem de haver recursos. Precisa de um movimento conjunto junto à bancada para que o governo assuma a BR-470 como prioridade e coloque dinheiro aqui”, analisou.

Qualidade do STF

Jessé Lopes (PSL) questionou a qualidade intelectual dos integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) e criticou o protagonismo dos ministros.

“Hoje ouvimos falar mais deles do que do próprio presidente”, declarou Jessé, que defendeu o deputado Daniel Silveira (PSL/RJ), preso por ofender vários ministros do STF. “Como gostam de soltar bandidos e corruptos! Pode ameaçar de morte o presidente, mas não pode omitir opinião crítica contra o STF, vai ser preso.”

Falta vacina
Luciane Carminatti informou que o prefeito de Chapecó solicitou ao governo 100 mil doses de vacina contra o coronavírus para o município, enquanto o governador anunciou 150 mil doses para todo o estado.

R$ 40 milhões para Covid

Ivan Naatz lembrou que o Legislativo já devolveu ao Executivo R$ 40 mi para uso no combate à pandemia e sugeriu que os parlamentares acompanhem os gastos do governo.

“O que está fazendo com os R$ 2,2 bi que vieram do governo federal que necessita a Assembleia colocar mais R$ 20 mi? Será que a gente não está colocando dinheiro demais no combate à Covid? Se não estão gastando o que tem no caixa, é importante que a Assembleia fiscalize”, sinalizou Naatz.

Assessoria de Comunicação – ALESC

Total
0
Shares