Rede Feminina de Combate ao Câncer de SC receberá recursos do governo

Mais de quatro mil voluntárias das redes femininas atuam nos municípios catarinenses.

Com o objetivo de auxiliar e fomentar a assistência prestada pela Rede Feminina de Combate ao Câncer – RFECC de Santa Catarina, o governador Carlos Moisés anunciou o Projeto de Lei que garante recurso financeiro anual de R$ 2 milhões para a instituição.

O projeto será encaminhado para aprovação da Assembleia Legislativa. O anúncio ocorreu durante o Encontro Estadual/2021 da Rede, em São José.

A presidente estadual da Rede Feminina, Maria Círia Zunino, informou que, no estado, mais de quatro mil voluntárias das redes femininas atuam nos municípios, trabalhando no acolhimento ao paciente, coordenando e realizados ações de combate e prevenção ao câncer.

Ela destacou a importância do projeto de lei anunciado pelo governador. “Em 60 anos da Rede Feminina de Combate ao Câncer, nunca tivemos uma lei que pudesse nos beneficiar como essa. É um presente, gratidão pelo apoio do governador Carlos Moisés e todos os envolvidos. Agora, aguardamos ansiosas pela aprovação.”

A Rede Feminina de Combate ao Câncer de Santa Catarina é uma Associação Beneficente Sem Fins Lucrativos, que tem por finalidade a prestação de assistência gratuita a pacientes portadores de câncer e atividade assistencial atuando em diversas frentes, como, por exemplo: auxílio psicológico, fisioterapêutico, nutrição, dentre outros, além da realização de exames de diagnóstico precoce do câncer, também gratuitos. A RFECC atua em 74 unidades espalhadas pelo estado.