Sobe número de romeiros mortos em acidente com ônibus; 7 eram da mesma família

Avatar photo
A primeira informação aponta que o volante do ônibus teria travado, o que teria feito o veículo sair da pista e bater contra um viaduto.

LEIA TAMBÉM

 — PUBLICIDADE —
Whatsapp Emecar Canoinhas

O número de mortos no acidente com um ônibus de turismo, em Itapetininga, interior de SP, na última sexta-feira (5), subiu para 12. O veículo colidiu contra o pilar de sustentação de um viaduto e deixou mais de 40 feridos. Segundo os Bombeiros, 10 pessoas morreram no local.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), das 12 vítimas fatais, apenas duas ainda não foram identificadas e dez já tiveram seus corpos liberados para familiares.

Ao todo 57 pessoas estavam no interior do ônibus, das quais 52 ficaram feridas. Destas, 42 sobreviveram com algum tipo de ferimento.

Avós, filhos, nora e neto estão entre as 10 vítimas que morreram no trágico acidente.

Veja quem são as vítimas:

  • Moacir Ferreira de Moraes, 73 anos;
  • Gilmar de Jesus Moraes, de 48 anos, trabalhador rural (filho de Moacir Moraes);
  • Gilberto Moraes, de 42 anos (filho de Moacir Moraes);
  • Valdira De Souza Moraes (esposa de Gilmar);
  • Vanessa Souza Moraes, 37 anos (esposa de Gilberto Moraes);
  • Tiago de Souza Moraes, de seis anos (filho de Gilberto e Vanessa Moraes);
  • Yolanda Maria de Oliveira, 28 anos (esposa do neto de Moacir Moraes);
  • José Carlos Bento e a esposa Edna Carvalho da Silva Bento;
  • Jeciele Rodrigues Rosa, 24 anos.
Vítimas, da esquerda para a direita, Moacir, Gilmar, Gilberto, Valdira e Tiago, Vanessa e Jessiele — Foto: Redes sociais/Reprodução

O ônibus era fretado e partiu da cidade de Ribeirão Branco, no interior de São Paulo, com destino à cidade de Aparecida, também no interior do estado.  

Segundo a Polícia Civil, a primeira informação aponta que o volante do ônibus teria travado, o que teria feito o ônibus sair da pista e bater contra um viaduto.

Em nota, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) manifestou solidariedade e ofereceu assistência aos romeiros da diocese de Itapeva envolvidos no acidente. 

Neste momento de grande tristeza, nós, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, expressamos nossa solidariedade e nossas mais sinceras condolências à Dom Eduardo Malaspina, bispo da diocese de Itapeva, aos familiares e amigos das vítimas”, afirmou a organização.  

O caso foi registrado como homicídio culposo e lesão corporal culposa na direção de veículo. Foi instaurado um inquérito policial para esclarecer todas as circunstâncias dos fatos.

Policiais estiveram no Hospital para colher amostras de sangue do motorista para exames toxicológicos. A previsão é que os resultados fiquem prontos em até 30 dias. Ele segue internado, mas não há informações sobre seu estado de saúde.

Idoso que sobreviveu ao acidente é preso após PM identificar que ele estava foragido

Um homem de 76 anos, que estava entre os passageiros sobreviventes foi preso após a polícia constatar que ele era foragido da Justiça. Ele sofreu ferimentos leves em uma das mãos e também no peito.

Segundo a PM, o idoso era procurado desde 2021 pelo crime de uso de documento falso por comprar a CNH em 2015. Ele informou à polícia que não sabia que estava foragido.

Conforme apurado pela TV TEM, ele foi condenado por comprar uma CNH falsa no município de Buri (SP). O idoso não chegou a ser encarcerado e respondia ao crime em regime aberto. A polícia, no entanto, não informou o que motivou a Justiça a considerá-lo foragido.

Conforme a Polícia Militar, após ser liberado do hospital, o idoso foi levado para o 2ºDP de Itapetininga, onde foi ouvido e liberado.