Depois de Criciúma, assaltantes aterrorizam cidade do Pará, na madrugada desta quarta

Avatar
Imagens mostram moradores sendo feitos reféns em Cametá. Reprodução

No início da madrugada desta quarta-feira (2), foi a vez de moradores de Cametá, município a 300 km de Belém, no Pará, viverem momentos de terror.

A cidade foi alvo de uma ação criminosa muito parecida com a que aconteceu na madrugada de ontem em Criciúma, Santa Catarina.  Na ação a quadrilha também agiu com reféns, tiros , incêndios e ataques pelo município.
O bando usou reféns, capturados em bares pela cidade no momento em que assistiam o jogo do Flamengo, para se locomover pelas ruas. Vídeos mostram eles sendo usados como escudos humanos durante a ação dos assaltantes.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará confirmou que bandidos fortemente armados com fuzis de grosso calibre sitiaram a cidade e assaltaram uma agência bancária.

Os criminosos atiraram para cima durante mais de uma hora. Aparentemente, o grupo usou armas de alto calibre.
Como na madrugada de pânico em Criciúma, vídeos da ação criminosa circularam pelas redes sociais. É possível ouvir tiros e bombas.

Embora as ações sejam muito semelhantes, não é possível afirmar que o mesmo grupo criminoso coordenou os dois assaltos. 

Esse tipo de ação, como informou o tenente-coronel Dmitri, do 9º BPM de Criciúma, é denominada “novo cangaço“. Os bandidos sitiam a cidade, fazem barricadas em volta para dificultar a ação da polícia e atacam as bases locais das forças de segurança.

Os bandidos deixaram a cidade por volta de 1h30. O grupo teria deixado a região em carros e posteriormente usado barcos pelo Rio Tocantins. 

Um dos reféns que estava no escudo humano formado pelos bandidos, morreu ao tentar fugir.

Alessandro de Jesus Lopes Moraes, de 25 anos, foi morto após correr durante a troca de tiros entre polícia e bandidos, segundo testemunhas.

O governador Helder Barbalho (MDB) usou uma rede social para se manifestar.

\”Já estou em contato com a cúpula da segurança pública do Estado acompanhando as providências que estão sendo tomadas neste episódio, no município de Cametá. Não mediremos esforços para que o quanto antes seja retomada a tranquilidade e os criminosos sejam presos. Minha total solidariedade ao povo cametaense\”, escreveu.

ASSALTO A BANCO NO PARÁ 

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=xvNvQWyJI2U]

Embora as ações sejam muito semelhantes, não é possível afirmar que o mesmo grupo criminoso coordenou os dois assaltos.  

Total
0
Shares