Dive descarta casos suspeitos de flurona em Santa Catarina

Flurona foi o nome dado para a coinfecção pelo coronavírus e vírus influenza, ou seja, a infecção simultânea de uma mesma pessoa por esses dois vírus.

Os nove casos suspeitos em Santa Catarina de “flurona”, infecção simultânea de uma pessoa pela Covid-19 e pelo vírus influenza, foram descartados, informou a Diretoria de Vigilância Epidemiológica do estado (Dive).

Os casos suspeitos foram identificados pelo Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN) e foram enviados para o Laboratório de Referência Nacional para Santa Catarina, a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ/RJ) para confirmação ou descarte.

Segundo o órgão, nesta terça-feira (18) não há nenhum outro caso em investigação.

A Dive alertou que os dois vírus circulam em Santa Catarina. O estado registrou um aumento significativo de positivados para a Covid-19 desde o início do ano. De 31 de dezembro até segunda (17), foram 53.407 novos casos confirmados da doença.

Em relação à gripe A H3N2, a Dive afirmou que um novo boletim sobre a situação da doença no estado deve sair até o final desta semana