Na prisão, Renato Pike se nega a receber citação do processo de impeachment

Advogado e chefe de Gabinete da Câmara de Canoinhas estiveram no presídio onde o vice-prefeito está detido.

Na sessão de ontem (11), a Câmara de Vereadores de Canoinhas aprovou por unanimidade o segundo pedido de impeachment de Gilberto dos Passos e Renato Pike.

O pedido foi protocolado pela Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Canoinhas, representada pelo presidente da OAB de Canoinhas, Dr. Renato Mattar Cepeda, e Dr. Ivan Krauss, presidente da Comissão de Moralidade Pública.

Logo após a sessão ordinária, houve reunião da comissão processante que determinou fosse realizada a citação/intimação do vice-prefeito pessoalmente. O mesmo está detido na Unidade Prisional de Jaraguá do Sul.

Na manhã desta terça-feira (12), o servidor, Dr. Ricardo Beninca, Advogado Legislativo, e o chefe de Gabinete, Tiago Taborda, estiveram em Jaraguá do Sul e apresentaram ao diretor do presídio regional ofício, comunicando da abertura dos processos de Impeachment e também da renúncia do prefeito Gilberto dos Passos.

Segundo informado pela assessoria da Câmara, o vice-prefeito Renato Jardel Gurtinski (PL), orientado por seus advogados, não assinou os documentos, sendo tal situação declarada pelos agentes do Departamento de Administração Prisional (DEAP).

Desta forma, para evitar qualquer nulidade, serão publicados em Diário Oficial, a intimação/citação do vice-prefeito Renato Pike, informando da abertura dos processos de Impeachment. 


Leia também