Mulher que denunciou comida vencida na Casa Lar, em Santa Cecília, é demitida

Funcionária teria sido demitida por denunciar que alimentos vencidos estavam sendo servidos na instituição de acolhimento de crianças e adolescentes.

A secretária de Assistência Social de Santa Cecília está sendo investigada pelo Ministério Público de Santa Catarina por demitir uma funcionária por motivos pessoais.

Ela teria tomado a decisão ao saber que a mulher havia denunciado que o Serviço de Acolhimento de Crianças e Adolescentes, a Casa Lar, estava servindo alimentos com os prazos de validade vencidos.  

O Conselho Tutelar vistoriou o local, e comprovou que, de fato, havia comida vencida nos estoques. Alguns dias após a vistoria, a denunciante foi exonerada do cargo de cuidadora da Casa Lar. Ela procurou o Ministério Público de Santa Catarina alegando que foi demita por motivos ilegítimos.  

A Promotoria de Justiça da Comarca de Santa Cecília instaurou um inquérito civil para apurar o suposto caso de improbidade administrativa. A equipe está analisando imagens e conversas de WhatsApp para saber se a demissão foi mesmo motivada pela denúncia, ou se teve outras causas.  

“Essa pessoa nos procurou para fazer essa denúncia grave, e estamos avaliando eventuais provas para averiguar se o princípio da impessoalidade foi violado, buscando sempre o estabelecimento da justiça”, diz o Promotor de Justiça André Ghiggi Caetano da Silva.  

Vale ressaltar que já há um procedimento administrativo instaurado para acompanhar o funcionamento da Casa Lar, e a Promotoria da Comarca de Santa Cecília anexou os documentos referentes aos alimentos vencidos a esse procedimento. Esses fatos seguem em fase de apuração.  


Leia também