Santa Catarina é integrada ao Centro de Inteligência da Segurança Pública para o Sul do país

Evento contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro/Divulgação

Foi assinado na última sexta-feira (10), pela vice-governadora Daniela Reinehr  um termo de cooperação para que Santa Catarina passe a fazer parte do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública – Regional Sul.

A estrutura, com sede em Curitiba, no Paraná, foi ativada em evento no fim da tarde no Palácio Iguaçu, sede do governo paranaense, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, do governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, e do governador em exercício do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira.

Daniela destacou que o centro integrado é um passo importante para o avanço do setor de inteligência e pode contribuir para uma queda ainda mais acentuada dos índices de criminalidade. 

Além disso, salientou Santa Catarina será parceira de iniciativas em qualquer área que levem a uma melhora da prestação dos serviços públicos.

O atual presidente do conselho, coronel Araújo Gomes, também foi ao evento no Paraná e listou vantagens que a nova estrutura vai trazer: “—Esse centro vai trazer muitos benefícios para Santa Catarina. Nós vamos ter acesso a todas as ferramentas aqui utilizadas por demanda quando houver necessidade e acesso a relatórios periódicos que vão embasar o combate às organizações criminosas”.

Como membro do centro integrado, Santa Catarina ajudará com a manutenção da estrutura e cederá agentes, em especial nas áreas de inteligência e tecnologia da informação. Um delegado catarinense também coordenará um dos setores do Centro.

Além de agentes da segurança pública dos três estados do Sul, a estrutura reunirá representantes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e de outros órgãos do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Total
0
Shares