SC inicia operação para combater o desmatamento da Mata Atlântica

Em Santa Catarina deverão ser concluídas as fiscalizações de 272 alertas de desmatamentos.

Teve início em Santa Catarina nesta sexta-feira (17) a Operação Mata Atlântica em Pé, iniciativa voltada a combater o desmatamento e a recuperar áreas degradadas. Em sua 4ª edição nacional, a ação ocorre em 17 estados brasileiros que integram o Bioma Mata Atlântica.

A Mata Atlântica é um dos sistemas mais explorados e devastados pela ocupação humana: cerca de 70% da população brasileira vive em território antes coberto por ela.  A Mata Atlântica ocupa uma área de 1.110.182 Km², equivalente a 13,04% do território nacional.

Neste ano, a expectativa é ampliar o número de fiscalizações e autuações, com a utilização ainda maior dos meios remotos de fiscalização disponíveis, como imagens por satélites.

Em Santa Catarina, até o dia 30 de setembro, deverão ser concluídas as fiscalizações de 272 alertas de desmatamentos.

Coordenação Nacional é do Ministério Público

O Comandante da Polícia Militar Ambiental (PMA) de Santa Catarina, Coronel Paulo Sérgio Souza, destaca a tecnologia de fiscalização por meio de imagens aéreas para o combate ao desmatamento empregada nesta edição da Operação Mata Atlântica.

“A PMA faz uso de drones e de tecnologias de geoprocessamento para identificação destas áreas. Nosso maior objetivo com essa ação é verificar possíveis irregularidades relacionadas à supressão de vegetação, aplicando as medidas previstas na legislação ambiental, de forma que possamos contribuir com a proteção deste importante bioma”, completa o Cel. Paulo Sérgio.

A Coordenadora do CME destaca que a proteção e a recuperação do Bioma Mata Atlântica têm impacto direto não apenas na preservação da fauna e da flora – especialmente das espécies ameaçadas de extinção  mas, também no cotidiano de todos nós e, principalmente, das gerações futuras.