Covid-19: adolescentes precisam de autorização dos pais para serem vacinados

Caso o adolescente esteja acompanhado por um adulto responsável, a autorização pode ser verbal.

A Secretaria de Saúde iniciou nesta nesta sexta-feira (10), a distribuição de 87.750 mil doses da vacina Pfizer para vacinação dos adolescentes dos grupos prioritários e para aplicação da dose de reforço nos idosos com 85 anos ou mais.

Para a vacinação deste grupo, a única vacina autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é a do fabricante Pfizer.

  • Grupo Prioritário – adolescentes de 12 a 17 anos: gestantes, puérperas, lactantes, com deficiência permanente, portadores de comorbidades e privados de liberdade;
  • Geral – adolescentes de 12 a 17 anos: por faixa etária.

A partir do total de doses encaminhadas pela Secretaria de Estado da Saúde, os municípios devem destinar, 10% das doses para os adolescentes do grupo prioritário e 90% das doses para os adolescentes em geral por faixa etária.

De acordo com a nota técnica emitida pela DIVE/SC, a vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos de idade está condicionada à autorização pelos pais e/ou responsáveis legais.

Caso o adolescente esteja acompanhado por um adulto responsável, a vacinação pode ser consentida por meio de uma autorização verbal deste.

Se não houver a presença de um adulto responsável, a vacinação poderá ocorrer mediante apresentação de termo de
assentimento
devidamente preenchido e assinado pelos pais e/ou responsáveis legais. A saúde do município fornecerá o documento a ser preenchido.

A dose de reforço deve ser administrada nos idosos acima de 85 anos que receberam a segunda dose ou dose única da vacina, ou seja, completaram o esquema vacinal, há pelo menos 6 meses, independente do imunizante aplicado.

Doses para adultos e segunda aplicação

O estado também encaminhou às centrais regionais 30.580 doses da Coronavac a 124 municípios para a aplicação da primeira dose nos adultos com 18 anos ou mais ainda não vacinados.

Para a aplicação da segunda dose, serão distribuídas 85.410 doses da Pfizer e 84.870 da Coronavac.

De acordo com a DIVE/SC, ainda serão encaminhadas para uso como segunda dose (D2) os seguintes quantitativos:

  • 85.410 doses do laboratório Pfizer para completar os esquemas iniciados a partir do dia 18/06/2021
  • 48.000 doses do laboratório Sinovac/Butantan para uso como segunda dose (D2), para completar os esquemas iniciados a partir do dia 14/08/2021
  • 36.870 doses do laboratório Sinovac/Butantan para uso como segunda dose (D2), para completar os esquemas iniciados a partir do dia 17/08/2021.

As vacinas encaminhadas para a aplicação da D2 devem ser utilizadas, exclusivamente, como segunda dose (D2). O uso indevido destas vacinas para aplicação como primeira dose (D1) pode acarretar prejuízo à população, considerando que poderá não haver doses suficientes para concluir os esquemas, nos prazos recomendados pelos fabricantes.